publicidade

quarta-feira, julho 30, 2008

Sugestão de figurino para a biba melancia usar no BT de Carlos Alberto Serpa para Guilherme Guimarães, na penthouse da Atlântica...


A turma da Casa de Detenção de Juazeiro, na Bahia, está desolada porque não recebeu o convite da próxima festa organizada por Ricardo Stambowsky...


Tem gente, no entanto, que ainda guarda alguma esperança.
Foto: A Tarde/Reprodução

Para o Zé Bob entender que jeito de bofe não se aprende nem se força - é genético


Duda, a melhor obra da Leda Nagle, com certeza, fotografado pela Agnews.
Foto: reprodução O Dia Online. Aconselho a clicar sobre a foto, mandar imprimir e sair colando pela casa...

sábado, julho 26, 2008

Fim de semana


Estou em Laranjeiras, Sampa, hospedado em uma casa maravilhosa, num condomínio hiper, tudo à volta remetendo a Candace Bushnell. Agora mesmo, vi a Aparecida Marinho, ou uma ovelha doly dela, passar de carro, cabelos puro wintour. A Ruthinha Malzoni também tem casa aqui.
Desejo aos leitores queridos um finde lindo, como o som saído da guitarra de Ricardo Vogt, este espetáculo aí da foto - que a Rosa Passos também ama tanto ou mais que eu...

sexta-feira, julho 25, 2008

Fleet Enema

Saiu no jornal que a "promoter" Carol Sem Paio integra a "ala cool" carioca.
.
.
Concordo e vou além: Carol Sem Paio é da ala cool do mundo.

quinta-feira, julho 24, 2008

terça-feira, julho 22, 2008

Essa é ótima!

A mulher avisou ao marido que agora só ia dormir de calcinha preta.
.
.
O marido: "Calcinha preta???"
.
.
Ela: "Lógico! Pinto morto, perereca de luto!!!"
.
.
.
PS. Recebi por e-mail
.
.
PS2. Fico cada vez mais impressionado com o enorme esforço que certas pessoas fazem para mentir e usar o outro. E com a burrice, também, destes tantos, que acham que estão se fazendo crer. A humanidade é mesmo execrável. Certos seres não existem - enojam...

segunda-feira, julho 21, 2008

Boechat pediu demissão de O DIA?


Quanta competência... pedir para sair...
Enquanto uns e outros se apegam com unhas e dentes, vá lá, unhas e pontes-fixas, fazendo de tudo pela manutenção de seus espaços vendidos de por aí, traficando a honra, a mãe, o pai, até cafetinando para patrões e patroas, com o fim de se manterem no trono embolorado, Boechat (foto), do alto de toda sua independência, diz tchau e bênção.
Isso é que é se garantir!

Estomazil

O triste de uma segunda-feira é você abrir o jornal, aquele que se pretende o melhor diário do Brasil, e se deparar com uma coluna "de variedades" inteira sobre um indigesto "concurso de petiscos".
Pô, se for por falta de idéia melhor para pôr a lingüiça frita, posso dar uma dica...

terça-feira, julho 15, 2008

VOCÊ TEM EXPERIÊNCIA?

Num processo de seleção da Volkswagen, os candidatos deveriam responder a seguinte pergunta: "Você tem experiência?" A redação abaixo foi desenvolvida por um dos candidatos. Ele foi aprovado e seu texto está fazendo sucesso, e ele com certeza será sempre lembrado por sua criatividade, sua poesia, e acima de tudo por sua alma.

"Já fiz cosquinha na minha irmã só pra ela parar de chorar. Já me queimei brincando com vela. Eu já fiz bola de chiclete e melequei todo o rosto. Já conversei com o espelho, e até já brinquei de ser bruxo. Já quis ser astronauta, violonista, mágico, caçador e trapezista. Já me escondi atrás da cortina e esqueci os pés pra fora. Já passei trote por telefone. Já tomei banho de chuva e acabei me viciando. Já roubei beijo. Já confundi sentimentos. Peguei atalho errado e continuo andando pelo desconhecido. Já raspei o fundo da panela de arroz carreteiro. Já me cortei fazendo a barba apressado. Já chorei ouvindo música no ônibus. Já tentei esquecer algumas pessoas, mas descobri que essas são as mais difíceis de se esquecer.
Já subi escondido no telhado pra tentar pegar estrela. Já subi em árvore pra roubar fruta. Já caí da escada de bunda. Já fiz juras eternas. Já escrevi no muro da escola. Já chorei sentado no chão do banheiro. Já fugi de casa pra sempre, e voltei no outro instante. Já corri pra não deixar alguém chorando. Já fiquei sozinho no meio de mil pessoas sentindo falta de uma só. Já vi pôr-do-sol cor-de-rosa e alaranjado. Já me joguei na piscina sem vontade de voltar. Já bebi uísque até sentir dormentes os meus lábios. Já olhei a cidade de cima e mesmo assim não encontrei meu lugar. Já senti medo do escuro. Já tremi de nervoso. Já quase morri de amor, mas renasci novamente pra ver o sorriso de alguém especial.
Já acordei no meio da noite e fiquei com medo de levantar. Já apostei em correr descalço na rua. Já gritei de felicidade. Já roubei rosas num enorme jardim. Já me apaixonei e achei que era para sempre, mas sempre era um "para sempre" pela metade. Já deitei na grama de madrugada e vi a Lua virar Sol. Já chorei por ver amigos partindo, mas descobri que logo chegam novos, e a vida é mesmo um ir e vir sem razão.
Foram tantas coisas feitas, momentos fotografados pelas lentes da emoção, guardados num baú, chamado coração. E agora um formulário me interroga, me encosta na parede e grita: "Qual sua experiência?". Essa pergunta ecoa no meu cérebro: experiência... experiência... Será que ser " plantador de sorrisos" é uma boa experiência? Não! Talvez eles não saibam ainda colher sonhos! Agora gostaria de indagar uma pequena coisa para quem formulou esta pergunta: Experiência? Quem a tem, se a todo momento tudo se renova...?"
.
.
PS. Recebi por e-mail. Não estou tão certo sobre a fonte.

Não entendo esse posicionamento-pisando-em-ovos, de "O Globo", ao situar as reportagens sobre Daniel Dantas e cia. bela nas páginas de "Economia"...

... Economia, neste caso, só se for de critérios. O caso Dantas - propina a delegado, evasão de divisas e mais, e mais - precisa ser debatido nas páginas policiais. Ao lado de vulgos célebres como Fernandinhos Beira-Mar, Tuchinhas, Gordos, Escadinhas e afins.
.
.
Também não entendo a postura do bispo-que-nega-ser-bispo-só-para-ser-eleito-prefeito. Está na Bíblia que o verdadeiro bispo deve ser incorruptível, não amante da mentira. Portanto, seu Crivela, o senhor, que é-bispo-sim-mas-não-é-não (entendeu, leitor?) só é bispo mesmo para suas nêgas - e não vai aqui qualquer preconceito do blog à política de cotas-de-caras-de-pau.
.
.
Naufragou o projeto da revista "Caras" de penetrar no mercado internacional - que não aquele dominado por tangos e ricoletas - boa rima. Los hermanos achavam que seria fácil, fácil, seduzir o povo que conta na cena mundial - Hollywood e Côte d'Azur como cenários principais - com uma foto colorida na banheira, toalha na cabeça (Cid Moreira) e outra adorando Buda, unhas mal apanhadas (Fernanda Young - toc-toc-toc)...
Comprar fotos e textos de agências internacionais, contando em linhas traduzidas como é a casa do Brad Pitt ou da Oprah, pode agradar muito é ao povo habituado ao pelourinho - nada a ver com Salvador, há pelourinhoenses até na Vieira Souto. Precisa, antes de tudo, é desinfetar-se daquele ranço caipira entranhado desde a linotipia, o que não agrada nem um pouco a quem é racé de alma.
Minha Santa Lyvia Sylvia, deusa dos ipsilones!
Perdeu, perdeu!

domingo, julho 13, 2008

Um domingo com Diana Vreeland


Como toda legítima editora de moda (não essazinhas brasileiras que não distinguem uma passamanaria de um cachecol, só têm olhos para o próprio umbigo e usam bonés para esconder o cocuruto depenado, como o Giovani Frasson - o que é o Giovani Frasson? E duvido que o nome dele seja este), ela não era fácil: uma de suas manias era de que suas assistentes mais próximas usassem bijuterias barulhentas e enormes, com guizos, para que sempre soubesse quando estavam por perto.

Odiava reuniões, pois as achava inúteis. Dava ordens por meio de telefones e memorandos ditados às assistentes. Ganhava um salário altíssimo, tinha um motorista para buscá-la todos os dias, e um crédito ilimitado para comprar as roupas que quisesse. Era realmente uma mulher de estilo.

Feia que só ela - dizem que passou maus bocados na infância e adolescência, porque sua mãe e irmã judiavam dela por causa da feiúra -, resolveu seu complexo quando casou com Thomas, o homem mais lindo que conhecera, segundo suas próprias palavras.

O que se espera da figura de uma editora de moda? Antes de mais nada, estilo. Ela criou um estilo só dela. Cabelo preto sempre no mesmo corte, preso atrás das orelhas, batons e esmaltes vermelhíssimos, da mesma cor de seu apartamento e escritório na "Vogue", e sempre impecavelmente vestida. Em 1989, chegou ao fim da vida de maneira trágica. Pobre e cega na cama, recebia a visita diária de um amigo, que lia as notícias e lhe contava as novidades da cidade. Sobre a cegueira, corre a lenda de que teria comentado, sarcasticamente: 'Meus olhos se cansaram de ver coisas bonitas'.

.

.

PS. Com a colaboração de um "Anônimo" do Orkut.

.

.

PS2. Uma pergunta que não quer calar: quem, da imprensa carioca, está no HD do Eike Batista?

.

.

PS3. Aliás, sobre bonés, me disse o homem mais elegante do Brasil, Fernando de Barros, flanando comigo pelas ruas de New Orleans, nos anos 90: são horrendos. Fernando detestava bonés. "Nunca use um boné, Márcio"! - me ordenou.

.

.

PS4. Agora me conta se você já imaginou ver a Iesa Rodrigues dentro de um vestido igual a este da Diana, na foto...

quarta-feira, julho 09, 2008

Soslaios tchica-tchica-bum do galã das oito

Ana Maria Brega nunca me enganou. Nem a mim, nem à Hebe. No fundo, para mim ela sempre foi uma versão mais endinheirada da Luciana Gimenez e daquela outra morena da Rede TV, como é mesmo o nome dela, Sônia Lima?, que vive a pautar suas entrevistas televisivas com a desgraça alheia. Não, Sônia Lima é a mulher do Wagner Montes.
.
Agora, acabei de ver chamada na Globo, horário nobre, que a loura com cabelo de espiga de milho, que se diz jornalista mas soletra esdrúxulo "e-x-d-r-u-c-h-o-l-o", vai entrevistar o casal de pais do menino João, metralhado pelos soldados da PM no Rio. Quero só ver as perguntas. Aposto como virão aquelas onipresentes: "E a emoção?" "Como vocês estão se sentindo?".
Soube de fonte forte e fiel dentro da emissora que o "Mais Você" tem perdido todos os dias para outras emissoras. Daí o desespero. O programa anda sem pé nem cabeça, copiando um monte de formatos dos outros, sem pagar os devidos royalties.
Mas daí a baixar uma Marcia Goldsmith, pô, é muita baixaria...
.
.
E existe coisa mais caipira que a nova novela das oito, com as viradas de olhos do galã-garanhão Dalla Vechia e a carga dramática de um elefante, que só a Claudia Raia tem? Isso, sem falar na Mariana Ximenes, que pode ser muito bonitinha, muito boazinha e muitíssimo bem casada, mas que, como atriz, é um ótimo "marido" da Xuxa.

Daquela série "Se meu arquivo falasse"...


Os ex-apaixonados Caetano Veloso, Milene Domingues, Ronaldo Fenômeno e Paulinha Lavigne...
Bem, o meu arquivo diria o seguinte: "nada é para sempre"...

domingo, julho 06, 2008

"Barbara Evans abre o jogo e o coração", eis a chamada principal de domingo, daquele que pretende ser o portal de celebridades mais acessado do Brasil

Diante da importância da notícia, a Nasa resolveu que não vai mais lançar foguetes ao espaço até segunda ordem.
.
.
Fiquei tão atônito com a manchete, também, que não consegui sair de casa.
.
.
Aliás, cabe uma pergunta: o que é Barbara Evans?

quarta-feira, julho 02, 2008

Daquela série "Se meu arquivo falasse"...


Hélio e Silvinha Fraga com a imperatriz Carmen Mayrink Veiga em uma expo de decoração no Copacabana Palace.
.
Bem, o meu arquivo diria o seguinte: "as festas no céu ficaram mais bonitas, com a chegada do Helinho"...
.
Clique sobre a foto para ver quanta beleza...

terça-feira, julho 01, 2008

O motivo do freqüente derramamento de sangue na noite do Baronetti, onde, aliás, jamais pus e colocarei os pés, é espiritual...

Isso mesmo: tem a ver com o flagrante baixo-astral do Sr. Ricardo Amaral, um dos donos da casa, onde esteve o Hippo, que sempre "reinou" naquele quadrilátero de Ipanema.
O homem pode ser, dizem, "vitorioso" financeiramente em seus vários negócios, mas está para nascer alma mais carregada.
Os leitores de aura sabem do que estou falando.