publicidade

sexta-feira, outubro 31, 2008

Patolada em Hollywood

Mark Wahlberg não perdoa.

O fim de semana começa importante, quando a gente sabe que o Sergio Mamberti vai assumir o comando da Funarte,...


.
posto habitualmente ocupado por oportunistas mal-encarados.

Quem programa a "Sessão da Tarde"? Estou apavorado com a quantidade de tiros e sangue do filme que está passando agora. Horário de criança na sala...

Será que é caretice de minha parte?

Amaury Júnior levou calote de uma emergente carioca.

Narcisa Tamborindeguy está internada.

O som ambiente do meu fim de semana será na voz da fabulosa e única Cida Moreira cantando "Beatriz"...

Ainda que bem patrocinado, não pode prosperar um "prêmio de moda" organizado por José Maurício Machline...

...E é torcida do contra, não! Acho a idéia até basicona.
.
Mas o Machiline é uma das criaturas mais cafonas que o Brasil abriga. 
Tem nada a ver com moda. 
.
É como querer vincular aquela calopsita amazônica, que bajula a Hilde, a classe e categoria.

quinta-feira, outubro 30, 2008

Há prospectos sendo distribuídos no morro do Vidigal convidando a moçada para a "boca-livre do desfile da Lenny" em plenas areias de Ipanema,...

...como parte do Rio Summer.
.
Só pode ser coisa daquele cevado dono da Blue Man.

Luana é a nova Xuxa

Luana Piovani anda posando de santa nesse qüiproqüó do Dado Dolabela.

Sonsa, sai nos jornais dizendo que agora vai exigir teste psicológico e detector de mentiras aos pretensos namorados.

Como se não lembrasse das bordoadas que ela mesma distribui a rodo aos fotógrafos que a perseguem pelo caminho.

Se Luana não é a nova Xuxa, é a nova Luma.

Notícia do Ancelmo Góis de hoje, que coisa:

"Adriana Bombom e Dudu Nobre estão viajando para segunda lua-de-mel".
.
As perguntas que não podem deixar de ser feitas são as seguintes: O que é Adriana Bombom? O que é Dudu Nobre?

quarta-feira, outubro 29, 2008

Lady Kate da Barra continua aprontando

Foi um barraco daqueles, no condomínio Novo Leblon, outro dia. A mulher de um assessor de um candidato à Prefeitura do Rio, um dos derrotados, claro, descobriu que seu singelo marido estava, digamos, se relacionando, numa (in)certa intimidade, com o edredon de uma loura conhecida nas rodas sociais cariocas. Foi o bastante para ir à porta da socialite e armar o escândalo, quebrar o pau, "você é piranha" pra baixo.
Por pouco não chamaram os bombeiros para apagar o incêndio.

sexta-feira, outubro 24, 2008

É isso que acontece quando uma Klabin vai se refrescar no mar



DANIELA (SARAHYBA) PARECE ATÉ FILHA DE SUA ALTEZA SERENÍSSIMA ROSA KLABIN, MÃE DO SEU MARIDO WOLF...
.
PS. Sorry, periferia, mas o meu LCD CHIQUÊ é o mais novo sucesso da blogosfera. Recebi uns 50 e-mails de elogios e pretendentes a uma fotozinha ali. Não imaginava ser tão lido... 
.
Foto: Paulo Teófilo / AG News / Reprodução O Dia Online

Romário é Rosinha em Campos


O BAIXINHO CIRCULOU COM A GOVERNADORA ROSINHA, EM CAMPOS, ANTEONTEM. ROSINHA SERÁ ELEITA PREFEITA DA CIDADE MAIS RICA DO ESTADO, NESTE DOMINGO.

Foto: reprodução/Jornal Extra

quinta-feira, outubro 23, 2008

LCD CHIQUÊ

PS. Novas regras para comentários no blog.
.
PS2. Duas dicas para o Joaquim Ferreira dos Santos, que está em busca das "empadas perfeitas": Lalá Guimarães e Ivone Kassu!

Para quem não conhece Niterói


Luiz Fernando Pinto da Silva

A volta do Mr Wonderful!



Roubei esta foto da coluna da Hilde, é do Sebastião Marinho, imagem que merece réplicas e tréplicas, pelo quanto que representa para a moda brasileira. Luiz de Freitas deu a volta por cima e está aí, vivo!
Viva!

Sugestão de modelito para a Regina Martelli usar no "Tropical Gala" da Fátima Otero, de encerramento do Rio Summer


SÓ TEM DE SE SEGURAR PARA NÃO BAIXAR UM ERÊ NOS SALÕES E SAIR A PEDIR UM PIRULITO.
.
E AQUI PRA NÓS: "TROPICAL GALA" É O CACETE!
TROPICAL GALA É NOME DE FURDUNÇO DE ZEKA MARQUES (QUEM?)

Madonna não está morta


A loura sarada, nem bem separou-se do marido, já apresenta um novo macho: Alex Rodrigues, do New York Yankees - beisebol americano.
Isso é o que se pode chamar de uma shana cabalística!

quarta-feira, outubro 22, 2008

Cristiano Ronaldo lança calendário 2009





Beckham de Lisboa. O atacante português Cristiano Ronaldo lançou um calendário/2009 cheio de fotos sensuais. O tablóide inglês "The Sun" perguntou: "Ronaldo está jogando do outro lado?". O craque foi eleito "ícone gay" na Inglaterra, pelo site 'GayGoldDiggers'. A folhinha custa 7 euros e está à venda em toda Europa.
Quando eu lancei o Calendário Heróis do Rio, dos bombeiros cariocas, em 2003 e 2004 - e depois todo mundo imitou e lançou folhinha de tudo quanto é jeito -, estive com o craque Diego, que hoje joga na Alemanha. A idéia, que não vingou, era a de lançar um calendário com fotos dele feitas dentro do vestiário.

terça-feira, outubro 21, 2008

LCD CHIQUÊ

A Rainha Vitória vai receber a Rainha Silvia, da Suécia, no Rio...

Madonna não ficará hospedada no Copa



Madonna se hospedará no Hotel Fasano, na Vieira Souto.
.
O Fasano (foto) é o Copa de antigamente.
.
O Copa, hoje, é o Motel Vips da periferia.

EMPRÉSTIMO DO TURCO

Salim chega ao banco e fala para o gerente:
 
- Eu quer fazê uma embréstimo!!!
 
Surpreso, o gerente pergunta para Salim:
 
- Você, Salim, querendo um empréstimo? De quanto? 
 
- Uma real.
 
- Um real? Ah, isso eu mesmo te dou.
 
- Não, não! Eu querer embrestado da banco mesmo! Uma real!
 
- Bem, são 12% de juros, para 30 dias...
 
- Zem broblema! Vai dar uma real e doze zentavos. Onde eu assina?
 
- Um momento, Salim. O banco precisa de uma garantia. Sabe como é... são as
 normas.
 
- Bode begá meu Mercedes zerinha, que tá lá fora e deixá guardado no
 garagem da banco, até eu bagá a embréstimo. Tá bom azim?
 
- Feito!!!
 
Chegando me casa, Salim diz para Jamile:
 
- Bronto, nóis já bode viajá bra Turquia zem breogubazon. Conzegui dexar a
 Mercedes num garagem da Banco do Brasil bor 30 dias, e eu só vai bagá doze
 zentavos.

 

Vão mudar o nome da Cidade Maravilhosa

Recebi este e-mail:

Vão mudar de nome da cidade do Rio de Janeiro, (ex) Cidade Maravilhosa, que passará a se chamar Tiro de Janeiro... (brasileiro é criativo!!!) Os bairros serão:

Fladengue 
Jardim do Pânico 
Lebronx
Coca-bacana
Barra Pesada da Tijuca
Passafogo
Recreio dos Traficantes
Ilha do Seqüestrador
Assalto da Boa vista
Piedade! Não me Mate!
Largo do Metralha 
Corre, Velho!
Maria Desgraça
Del Gatilho
Tirojuca
Atiraí
Tiro Comprido
Bem-não-fica
Estácio-nou, perdeu
Cacetete
Modureza
Senador Morrerá
Honório Cruel
Ilha de Bagdá
Cidade Cova
Jerusaleme 

Irajaque 

Gaza-tiba

São Encurralado
Roubalengo
Engenho de dentro da bala
Praça cheia de tiro
Jacareparapapapapatibum!!!!!

Já que o Ancelmo Góis tocou no assunto hoje...


...MOSTRO A CARTA ABERTA DO PUBLICITÁRIO FÁBIO FERNANDES (FOTO), QUE ELE MANDOU A SEUS FUNCIONÁRIOS DA F/NAZCA, MAS QUE VAZOU, E AGORA ANDA CIRCULANDO POR AÍ, SOBRE O COLEGA NIZAN GUANAES. TUDO COMEÇOU NO MAXIMÍDIA, EM SAMPA, NA PRIMEIRA SEMANA DO MÊS, ONDE EUZINHO ME ENCONTRAVA NA PLATÉIA PARA OUVIR OS FERAS DO SETOR, AGORA QUE ME OCUPO DE CRIAR FORMATOS DE PROGRAMAS DE TV. (OU VOCÊ ACHA QUE SOU SÓ BLOGUEIRO?)

ACHO TUDO UMA BRIGA DE EGOS DE DOIS VITORIOSOS DO SETOR. UM BABADAÇO. VEJAMOS:

....

"Pessoal, achei que devia escrever a vocês para falar sobre o Maximídia e o debate/embate que eu travei com o Nizan.

"Acho que não é novidade para os mais próximos e os nem tão próximos que tenho diferenças profundas, quase religiosas, na visão sobre o que é e o que deve ser o negócio, o objetivo do trabalho, a missão, os processos, a forma e o conteúdo do produto final de uma agência de propaganda, em relação ao dito personagem - pra mim, uma caricatura de ser humano, dublê de político populista e novo-rico deslumbrado, comediante de frases de efeito repetidas à exaustão, arremedo de empresário anti-ético e criativo anti-estético. 

"Nunca escondi - nem dele - que o acho vil, pernicioso à nossa indústria, predador, oportunista, aproveitador, manipulador. Nunca deixei de observar e comentar que todo o tempo em que ele esteve criador foi um tempo que ele utilizou apenas para forjar um personagem que, com tino e capacidade de observação, o levaria a ter seu próprio negócio, onde ele reproduziria não aquilo que ele almejou como empregado mas, ao contrário, os piores modelos, os piores ambientes internos, piores lugares comuns, entre todas as agências em que ele trabalhou. Desde que isso, convenientemente, implicasse em fazê-lo mais forte, mais rico, mais poderoso. 

"Nizan é um caso típico de uma pessoa que quanto mais tem mais quer. E que, quanto mais quer, menos mede esforços e as conseqüências nefastas dos atos que ele pratica, para ter mais. Ele é o exemplo pronto e acabado da insustentabilidade. Se fosse presidente dos EUA não seria em nada diferente de Bush - só o discurso seria mais engraçado. Mas invadiria o Iraque, deportaria estrangeiros, perseguiria minorias, poluiria a atmosfera, cagaria para o mundo. O que interessa para ele é ele. E por ele, acha ele, que pode, ele, tudo.

"Mas a minha questão mais vital em relação a ele, é o fato de que - queira eu ou não - ele se transformou em uma celebridade da propaganda brasileira. Os incautos, os bobos da corte, os novatos, os leigos, os incultos, clientes inclusive, publicitários inclusive, imprensa, principalmente, inclusive, o acham o máximo. E eu, que convivo muito bem com as minhas invejas, meus desencantos, meus fracassos, não teria nada a objetar se ele o fosse de fato. 

"Portanto não é este, em nenhuma hipótese, o meu problema com ele. O meu imenso, colossal, infinito problema com ele é que, amparado por essa "populariadade", "unanimidade", "superioridade" ele diz o que quer, do jeito e na hora que quer, destruindo o que quer, com voz e pompas de "representante da categoria". Agências que produzem trash for cash (ou lixo por dinheiro, em bom português) existiram e existirão sempre. Na realidade, em boa parte elas até nos ajudam a sermos melhor percebidos como inovadores, originais, cuidadosos, diferentes. 

"O Brasil, entretanto, é o único país do mundo onde a publicidade tem no discurso do seu maior expoente que "o que é bom é feito para ser copiado", "propaganda criativa é bobagem", "eficiência é o contrário de originalidade", ou as pérolas que ouvimos no próprio Maximídia: "momento de crise não é momento de inovar". Ou seja: na falta de capacidade ou de vontade de fazer boa propaganda, propaganda de qualidade (o que, obviamente, na nossa opinião passa obrigatoriamente por inovação, criatividade, excelência na execução e excitação do pessoal interno de uma agência de propaganda), o que ele faz - oficialmente - é nos colocar na posição de meninos traquinas, revoltadinhos de plantão, criativos irresponsáveis que querem brincar com o dinheiro dos clientes, enquanto ele finge que é Jack Welch, Warren Buffet ou Armínio Fraga. (NOTA DO BLOG: ARMÍNIO É O MAIS RECENTE SÓCIO DO NIZAN NO GRUPO ABC - COMPROU QUASE A METADE DAS AÇÕES) 

"Nizan não sabe mais quem ele é. Ele é publicitário mas quer fingir que é analista econômico. Foi criativo mas gostaria mesmo era de ser dono da Ambev. Tem um business microscópico mas arrota ares de colega de turma de um Jorge Gerdau. 

"Mas eu sei quem é Nizan. É um demagogo. Ele sabe bem que o discurso do tradicionalismo, do conservadorismo, da mediocridade, da pasteurização agrada em cheio a uma imensa gama de bundões de plantão que preferem demitir do que investir. Preferem temer do que empreender, preferem dividir os prejuízos, já que nos lucros ele posa com a esposa em sandálias de 3.200 reais, em seu apartamento em Paris. Preferem disseminar o caos, porque a alegria dos bons momentos ele rega com champagne em festas particulares com celebridades estéreis e etéreas de última hora.

"Na publicidade, que afinal é o meu negócio, embora sempre que eu fale nisso ele ache que o assunto está infantil demais (lembrem-se, ele é um business man) ele sabe também que há bundões prontos a gastar mais para contratar uma meia dúzia de artistas famosos, cantando um jingle com uma logomarca formada por funcionários da empresa, do que se "arriscarem" a criar um posicionamento de verdade, uma linguagem proprietária, um estilo único e próprio. Na visão desse chupa-sangue de plantão, ele está certo. Tanto que acerta duas vezes com uma mesma tacada: acalenta os desejos mais primitivos de um ou outro cliente cagão e ainda fatura muito mais em cima do trouxa que tem que enfiar todo o dinheiro do mundo para ser ouvido/visto/lembrado com uma bobajada cheia de clichês e formulinhas baratas, que definitivamente não sobreviveriam a um plano de mídia comprado com poucos recursos. 

"De quebra, ele ainda usa todo o seu arsenal de repetidores e baba-ovos da imprensa e arredores para confirmar que um monte de estrume na verdade é um pote de ouro. E o bobo alegre que aprovou e pagou pela campanha acha que fez a coisa certa de novo. Reis nus. Que se sentem vestidos com o melhor da tecnologia e design da indústria têxtil. E eu, daqui do alto da minha inocência, só vejo que eles têm pênis pequenos. 

"Não é à toa que ele está tão preocupado com a crise de liquidez que todos vamos enfrentar nos próximos tempos. Ele sabe que o dinheiro, quanto mais valioso e raro fica, melhor tem que ser aplicado. E, com menos dinheiro, é a inteligência o que a propaganda vai voltar a exigir. Quanto mais economizarmos, compensados por uma mensagem forte e memorável, mais eficientes seremos para os nossos clientes. Ninguém lembra de um amigo medíocre que fala pouco, alguns até se recordam de um amigo chato que fala muito, mas todos sentem saudades do amigo genial que falava coisas legais. Ou seja: o modelo de negócio dele desmoronou. A festa acabou para quem não passava de vendedor de um montão de espaço na mídia e começou para quem tem o Que e o Como dizer nesse espaço, que será inevitavelmente menor.

"E isso ele não sabe fazer. 

"Isso foi o que suscitou o nosso duelo na última quinta-feira. Ao contrário do que ele ainda tentou fazer alguns crerem, eu não estava discutindo sobre o ofício da criação ou sobre "leões em Cannes". Ao contrário do que ele fingiu que estava acontecendo, a nossa discussão não era sobre a criatividadezinha e os sonhos dos seus pequenos criadores. Nós discutíamos sim era sobre uma questão que, apesar de tudo, ele mesmo ainda tem senso crítico suficiente para entender, mesmo que intimamente isso seja altamente doloroso, já que foi o que um dia ele mesmo já tanto defendera.

"Nós estávamos discutindo caráter. Porque, ao contrário dos que não oferecem o melhor para os seus clientes por falta de recursos, talento, ferramental, essa mediocrização a que ele está submetendo as agências controladas por ele é um esforço premeditado para esvaziar toda e qualquer possibilidade de que o discurso dos que fazem melhor, com mais interesse, mais cuidado, mais compromisso e mais responsabilidade se reestabeleça. 

"O trabalho que as agências do Nizan Guanaes faz, a maneira como ele trata seus funcionários, as propostas comerciais indecorosas que elas oferecem aos seus clientes não seriam um problema tão grande se não fosse o fato, como eu já disse, de que o discurso que o embasa é avassaladoramente mais potente que o que nós e outros poucos como nós, conseguimos rebater daqui. Quando alguém vende a alma ao demônio isso deixa de ser um problema exclusivamente dele, quando esse alguém vai à Caras, à Exame e à Veja para convencer a todos de que vender a alma é o certo. 

"E o que aconteceu de bom no final de tudo isso? Na minha opinião, várias coisas. A primeira é que muitos agora viram que o que ele diz não é uma verdade. É uma opinião viciada, interesseira e oportunista. E não é a opinião do resto do mercado. Segundo, é que outros que pensam como nós entenderam que ele pode e deve ser confrontado. Terceiro, é que se definiram claramente os discursos e as práticas no dia-a-dia. Agora, já pode-se começar a entender que mediocridade e mesmice são apenas uma opção e, tanto são uma opção, que têm um lugar (ou um grupo) certo onde podem ser solicitadas. 

"Mas existem sim outras opções e nós estamos na ponta entre as agências de propaganda latu-sensu que oferecem essa opção. Quarto, é que sempre é bom ver os que se fazem de bonzinhos e corretos finalmente mostrando as suas garras e suas verdadeiras motivações. Naquele mesmo dia, à tarde, o Nizan me telefonou aqui na agência. Como eu não o atendi, deixou, literalmente, o seguinte recado com a Sueli: "Diga ao Fábio que ele é viado, frouxo, que ele me bate em público mas se ele for homem que telefone para mim!" 

"Disse também, mais tarde, em um jantar com pessoas que me conhecem que "Eu só não bati em Fábio Fernandes porque ele estava maquiado - e eu não bato em homem maquiado". Para os que não entenderam o enigma (como eu, que fui perguntar a uma pessoa que o conhece) ele acha que eu... passo lápis nos olhos. Sim, acreditem. Alguém, inclusive, já o ouviu relatando que alguém lhe contou que uma certa vez, sob a chuva, o lápis dos meus olhos borrou e eu corri para colocar os óculos escuros... :-))))) Inacreditável, mas é a mais pura verdade. Foi a esse ponto que esse sujeito chegou. 

"Por isso mesmo eu resolvi escrever a todos vocês sobre isso. Porque o que eu tenho a dizer sobre ele é bem pior do que seria se ele apenas usasse lápis para ressaltar os seus lindos olhos. O que eu tenho a dizer sobre ele é claro, verdadeiro, profundo e cabal. Fico feliz de não me maquiar, mas não teria problema nenhum em admiti-lo se, ainda que absurdo, isso fosse verdade. O duro para ele deve ser ouvir o que eu penso - e que a cada dia mais gente vem me dizer que foi bom eu dizê-lo porque é o que quase todo mundo pensa - e, mesmo sendo a mais aguda verdade, não poder admiti-lo.

 
"Porque é revelador, comprometedor e devastador. 

"O rei está nu. E eu sei que ele não é de nada". 

Fabio Fernandes 

 (NOTA DO BLOG: A F/NAZCA, AGÊNCIA DO FÁBIO FERNANDES, É A AUTORA DA JÁ CONSIDERADA VITORIOSA CAMPANHA DE REPOSICIONAMENTO DO GRUPO INFOGLOBO)

Depois da Sônia Abraão, o dilúvio

Tem algum ser limítrofe da direção da "Globonews", só pode ser.
Hoje, a emissora deixou de apresentar o "Bom Dia, Brasil", para transmitir ao vivo o enterro da menina Eloá.
Nada de insensibilidade do blogueiro, claro, mas "enterro ao vivo"... nem o do Papa.

segunda-feira, outubro 20, 2008

Sugestão de look para o Julinho Rego chegar no Rio Summer


ELE QUE É CHIQUERETÉRRIMO...

Já euzinho vou pintar assim, para causar...

Será que vão me selecionar para o "Estilo" da "Caras", ao lado da Vera Loyola?
.
PS. Ai, que vontade de dar uma coça na Helena Ranaldi...Chatinha...

Me enviaram um e-mail vibrante comentando sobre a perda do bebê pela Ivete Sangalo


Assim também já é demais. Será que o povo me acha tão cruel assim, a ponto de vibrar com uma tragédia dessas?
.
Gente, menos. 
.
Fico muito sentido e desejo tudo de positivo para a arretada baiana.

Se o Murilo Benício topar fazer o papel de Belo (que coisa) no cinema...,

...isso quer dizer que a Claudia Raia viverá a Viviane Araújo?
.
Você não está entendendo nada, né?
.
É que o pagodeiro dos cabelos descoloridos ganhará um filme para contar sua vida - que coisa, de novo.
.
Tal e qual um "bítol" - corruptela do "p-í-p-o-l" da Elba Ramalho.
.
Outra coisa: li que o Wagner Moura foi o primeiro convidado a viver o milkshakespeariano personagem, mas sabidamente, recusou, alegando que está "cheio de trabalho".
.
Se o Murilo Benício topar, juro que fecho para sempre este blog.

Doutor Pedro Ivo Ravizzini


Eis o médico Pedro Ivo Ravizzini, que hoje reside em São Paulo, ao lado de sua mãe, Melba Ravizzini, mulher interessantíssima, que mora em uma casa projetada por Zanine, no Jardim Paris, em Niterói...
Pedro Ivo já chamava atenção desde os meus tempos de foca no jornalismo, lembro que já o entrevistei em sua casa, ele um adolescente (mas filho da locomotiva Melba), e abri seus armários para ver o que ele vestia... É filho de um grande médico, o Pedro Ivo Ravizzini pai.
Foto de Gustavo Bressan.
.
PS. A pergunta que não quer calar é a que se faz agora: o que é que a "Uánessa" Camargo - royalties para o Bruno Astuto - estava fazendo no casamento do Mario Bernardo Monteiro de Carvalho Garnero?  

domingo, outubro 19, 2008

Condessa Pereira Carneiro pede sais a São Pedro

O "Jornal do Brasil", de tanta história na vida social carioca, parece que enlouqueceu. Quer dizer, jornal não enlouquece, jornal, no máximo, é fruto da doideira de seus editores. Neste domingo, quando clico no site para ler a revista "Domingo", o que de melhor encontro no fim de semana naquele diário, dou de cara, na primeira página, com a foto de uma caminhoneira - Tânia Drumond - no meio da dupla André Ramos e Bruno Chateaubriand. Sobre a foto, uma frase faz relação do trio com o "high society" do Rio.
.
Só morrendo de rir.
.
A Hilde não deve ter visto isso, já que André e Bruno são seus desafetos públicos, desde que ela publicou uma nota que versava sobre "cova rasa" e afins.
.
Se o André Ramos, o Bruno Chateaubriand e a Tânia Drumond são do "high society", a Jane di Castro é a sucessora da Maria Eudóxia Cunha Bueno Duvivier! Mais: a Lola Batalhão será homenegada, com um chá, na Urca, pela imperatriz da classe, Regina de Mello Leitão.

sexta-feira, outubro 17, 2008

MGTV

video

Para Paty(faria) Brandão entender o que é luxo


A Avenida Rio Branco em 1920.

Os rotos e a esfarrapada

Leio no jornal que a "promotér" Patrícia Brandão vai selecionar a dedadas (o mesmo que "a dedo") 80 pessoas para ouvir palestra de Dana Thomas, autora do livro "Como o luxo perdeu o seu brilho".
.
Mas tudo tem muito a ver nesta notícia, sobretudo a promotora do rega-bofe, o título da obra, e o cenário do furdunço.
.
O novo Copacabana Palace é a prova viva de que o luxo, há muito, perdeu o seu brilho. Desde que permitiu que a calaçaria dos travestis, garotos de programa e putas afins, habitués da Avenida Atlântica, adentrasse seus salões em um hipotético baile "de gala" carnavalesco. Porque o luxo está muito além de espelhos, lustres de cristal, passadeiras vermelhas...
.
A Paty(faria) Brandão é mais um exemplo da decadência do Copa - assim como, antes, também o foi a cevada Claudia Fialho, ou será Dialho? Elas nunca souberam como escalar um elenco digno do Copa. Mas são hábeis em pendurar o presunto na porta para os apaniguados, trocando queijos vencidos encontrados pela Vigilância Sanitária (quem não se lembra?) por notinhas nas colunas sociais - não na minha.

Sonhei com o Ancelmo Góis, o David Brazil e o Thiago Lacerda, tudo junto, na mesma trama...

Não sei se jogo na águia, no veado ou no leão.

Varão

O segundo, a partir da esquerda, o magriça, é o responsável pelo embuchamento da Ivete Sangalo...
.
Se bem que, no caso da Ivete Sangalo, melhor é falar embuchação.
.
PS. Saiu no jornal que tia conheceu o sobrinho no hall de seu edifício. Portanto, ficamos combinados que a Sangalo também é daquelas que fazem pegação no próprio prédio. A baiana deve ficar de olho até em entregador de farmácia.
.
E depois vem fazer a beata, ao lado da Xuxa, no chororô do Criança Esperança. 

Acho digno

Para as cucuias com a 'máxima' de que "amigo não precisa agradecer"...

Amigo agradece, sim.
.
E quando não agradece... é porque não é amigo.

quinta-feira, outubro 16, 2008

Parem as máquinas! TV Globo desesperada...

A audiência das novas novelas das 18h e das 19h está abaixo do esperado. Pesquisadores de mídia de várias agências conceituadas andam demovendo sua clientela de anunciar nos respectivos horários. Departamento Comercial do Jardim Botânico na polvorosa, faturamento pouco. A emissora cogita chamar pesos-pesados da dramaturgia para interferir nos textos, dando novo fôlego às tramas. Vamos aguardar.
.
Manoel Martins, mandachuva do Artístico global, arrancando os cabelos com alicate de unha.
.
Na outra ponta, o slogan da cena da rainha dos baixinhos, que é "todo mundo ligado no programa da Xuxa", está com falta de letras. O correto seria "todo mundo desligado do programa da Xuxa", porque a loura com pele de Giorgio Armani e bochechas excessivamente "preenchidas", tais e quais as da Elba Ramalho, só dá traço no ibope.
.
Minha fonte é firme.

terça-feira, outubro 14, 2008

Marília Gabriela ou Lily Safra?

Os 'patrícias brandão' de churrascarias



Falei na Porcão, embaixo, e lembrei:
A Barra da Tijuca, que tantos pesonagens esquisitas fornece para a crônica social carioca, sai na frente apresentando uma nova fauna: a das patrícias brandão de churrascarias.
É cada figura, que eu nem te conto.
.
Todos almejam ser um novo David Brazil, mas para ser um novo David, há que se ter carisma, o que os outros, definitivamente, não têm. Carisma? Nem sabem o que é.
.
Mas aí fica uma disputa daquelas, com as jaciras dos espetos - algumas com preenchimento labial - posando nas colunas sociais que trocam notinhas por farofa e maminhas de alcatra, ao lado de "artistas" do quarto e quinto escalões de por aí.

Suzana Vieira na capa da revista "Porcão"?



Dou a dica para o título da matéria, se ainda houver tempo: PURURUCA.

quarta-feira, outubro 08, 2008

Não haverá Parada Gay no Rio!

A bibona da Carlos Tufvesson, autora dos vestidos mais mal-cortados do Rio, mas que vive na crista da onda porque veste de graça as colunistas sociais vendidas, declarou que este ano "não vai" à Parada Gay de Copacabana.
.
É capaz de o evento, por isso, não acontecer, tamanha importância da maricona dos pespontos mal-parados.

Lenny Tim Maia

Essa é ótima: Lenny Niemeyer, conhecida por seu vozeirão de Nelson Gonçalves, conta a Hilde, hoje, "está fanhosa" porque "machucou o nariz em Paris".
.
Assovio na boca da Lenny é trovão.

terça-feira, outubro 07, 2008

Acho digno: Mara Sarahyba operou os dois joanetes!


.
PS. Este "acho digno"... roubei do meu colega Beck, que não é Klabin, mas tão chique quanto, colunista lá de São José do Rio Preto. Vou usar e abusar desta expressão. 
Acho digno!

domingo, outubro 05, 2008

André Ramos e Bruno Chateaubriand, autores do novo livro "Festas chiques e baratas", a ser lançado, deverão incluir no calhamaço o capítulo Champanhe:

Contou o Ancelmo Góis, outro dia, que muita gente fina-finíssima do Chopin serve espumante barato em garrafas de Veuve Clicquot. Uma convidada entrou na cozinha, viu a troca de garrafas, e pôs a boca no gramofone.
.
Aí a festa fica "chique", barata e... vagaba!

sábado, outubro 04, 2008

A tia cansou


Valentino, cabelo-marrom-fralda-de-bebê, anunciou hoje que os estilistas Maria Grazia Chiuri e Pier Paolo Piccioli serão os novos diretores criativos de todas as linhas de sua etiqueta. A tia cansou a beleza, agora só quer saber de andar de barco. 
Com um espadaúdo marinheiro - suponho.

MGTV: Debate eleitoral em Curitiba

video

Olhai por nós, minha santa canícula da compostura, vizinha de porta do de Compostela...

Protegei-nos do semblante marisaleticiano, após a picada do Botox.
.
.
Trair, coçar e botocar...é só começar.

Será que a Elba Ramalho acredita mesmo que o rapaz, de 24 anos, está apaixonado?

quinta-feira, outubro 02, 2008

Isso é que é DNA

Xuxa disse a Ana Maria Brega, hoje, em entrevista-vôlei (aquela em que o entrevistador levanta para o entrevistado cortar, tudo previamente arranjadinho), que a Sasha, com 10 aninhos, já está calçando sapatos de nº 37.
.
Que coisa.

Ah! Tia não esqueceu de lembrar o sobrinho, Kael Meneghel, de 4 anos. Xuxa disse que ele é um baita dançarino; "você precisa ver ele dançando o créu".

Sem caretices, me pergunto que futuro tem uma criança que, aos 4 anos, já dança o créu e a tia acha o máximo.

Ah, não posso falar nas citadas personagens sem muitos ahs: o que foi a cena deprimente das duas se lambuzando, tal e qual a Fernandona e o Paulo Autran em Guerra dos Sexos? O que essas loucas não fazem, desesperadas com a falta de audiência... 

Horizontes artísticos

Consegui ver trechos do filme "Levando vara", da atriz Leila Lopes. Ela diz que ousa numa interpretação que lhe exigiu muito preparo e concentração no método de Stanislawsky, para viver uma personagem tão complexa. Foi algo que a TV nunca lhe proporcionou e ela precisava ampliar seus "horizontes artísticos".

Fofa

Olha a espirituosidade da Alair Guimarães (quem?), em depoimento sobre Baby Monteiro de Carvalho, ao redator do obituário de 'O Globo': "Na minha opinião, essa família é um dos grandes ícones dos clãs cariocas"...
.
Ah, tá.
.
É ou não é uma Pedrita Bó - irmã do Pedro Bó?

Esperemos agora para saber qual a coluna social carioca irá promover a missa em homenagem ao Baby Monteiro de Carvalho...

Com o Joaquim Álvaro entrando no cortejo com um baita véu de Madona cobrindo o semblante.
.
E a Valéria Braga com o caderno dos honorários à mão, querendo logo a sua parte...