publicidade

segunda-feira, junho 30, 2014

Frankie, Amaury e a terceira pessoa de cabelos compridos

. .

quarta-feira, junho 25, 2014

Deprimente, "bispo" Macedo prega não à Copa

Seria cômico se não fosse hilário.
Já se disse que o capo da Igreja Universal proibiu seus fiéis de assistirem aos jogos da Copa.
Ninguém obedeceu, claro, ao homem que persegue outras igrejas comprando, com o dízimo do povo, e pagando alto por isso, horários em emissoras de TV, acabando com a programação dos que ele vê como concorrentes - como se isso fosse papel de um homem de Deus.
Agora, a Folha Universal, jornal do qual fui diretor de redação, chega às ruas com reportagem intitulada assim: "5 maneiras de não perder tempo assistindo à Copa do Mundo".
Só rindo.
Será que esse povo pensa que a gente se esquece que a TV Record foi ao mercado em busca da transmissão da Copa, prometendo pagar 3 vezes mais que a Globo, e que ainda assim perdeu a parada?

segunda-feira, junho 09, 2014

Morre a mãe da Narcisa Tamborindeguy


Politizada e brizolista como poucas do society carioca, morreu dona Alice Tamborindeguy, mãe da Narcisa e da deputada Alice. Aliçona, como era conhecida, comandava com firmeza a família que reina no Edifício Chopin, ao lado do Copacabana Palace. Ela tinha, como cada uma das filhas tem, um apartamento do prédio construído pelo marido, o saudoso deputado e empreiteiro Mario Tamborindeguy. Estava internada no Samaritano, no Rio, e morreu de falência múltipla dos órgãos.
.
Quando eu escrevia coluna social na “Tribuna da Imprensa”, nos falávamos, por telefone, pelo menos, umas duas vezes por semana, quando ela se lembrava de todas as minhas notas e comentava uma a uma, dando-me ótimas ideias para novas notícias. Nunca pediu nada para si, nem para as filhas – não precisava.
.
Apaixonada, tomava partido dos amigos e não perdoava aqueles que aprontavam com as filhas. Quando Narcisa foi demitida do jornal “O Dia”, derrubada por seu então “melhor amigo” e assistente, dona Alice me telefonou e desancou o sujeito, então meu “amigo” também, contando-me poucas e boas e exigindo que eu também desfizesse minha “amizade” com ele. Ela era assim. Pelo que consta, morreu brigada com a viúva do Ary de Carvalho, então comandante do jornal “O Dia”, por causa disso. E sempre foram grandes amigas.
.
Bom era quando eu me encontrava com ela nos chás na casa da Lucianita (Fiala de Siqueira) Carvalho. Elas eram parecidíssimas e me divertiam. Inteligentes, liam todos os jornais e revistas. Foi dona Alice quem me apresentou às suas filhas, convidando-me para uma festa retumbante de aniversário da Narcisa, na mesa pontificando o buffet do Demar – só o Demar faz as festas das Tamborindeguy.
.
Dona Alice era, de fato, uma grande dama. Sempre com seus terninhos azul marinho e a bolsa Chanel que, embora tivesse alças grandes, ela trazia embaixo do braço, qual carteira. Só usava o perfume Beautiful, de Estée Lauder.
.
Amiga do meu antigo patrão, Helio Fernandes, cobria-me de elogios, quando o encontrava nas muitas festas que frequentavam. Cético de carteirinha, o Sr. Hélio, quando me dava broncas acerca de uma ou outra notícia, sempre acentuava: “não sei como a Alice gosta tanto de você”. E gostava mesmo.
.

Ela será sepultada no São João Batista.

Esse povo é bocó mesmo


Bastou o cabra deixar a barba crescer um pouquinho para a turma se ajoelhar diante dele. Aqui a Ana Maria Braga louvando o budista Prem Baba, que ganhou homenagens no Rio. Tudo bem que o cara pode ser até um sábio, espiritualmente falando, não o conheço. Mas se ajoelhar diante de um homem de carne e osso feito eu? É ruim de eu fazer, heim... Só me ajoelho diante de Deus.
.
Foto da AG News/Felipe Panfili/Divulgação.
.
PS. O pior de tudo é ele aceitar que se ajoelhem diante dele. Muita pretensão para meu gosto...

quinta-feira, junho 05, 2014

Aniversário do querido empresário Jair Coser, na foto ao lado de sua primeira-dama, Mariza...



Jair é o maior exportador de café brasileiro.
.
Ele ganhou jantar na casa da filha, Andrea Rudge, em São Conrado. Mesa impactante...

Dona Redonda do "grand monde"...

O colunista calango esteve em Porto Alegre arranjando um troco com suas bobas "palestras", próprias para quem não tem leitura.
.
Está enorme de gordo.
.
Precisa parar de comer os pastéis gordurosos da sogra.
.
Colesterol nas alturas.

terça-feira, junho 03, 2014

A questão da “moderação” de comentários no site de “O Globo”


Que a redação de “O Globo” está cheia de gente preconceituosa, todo mundo sabe. Agora, deixar transparecer esse ranço indigesto é maldade. Agora há pouco, o site da coluna “Gente Boa”, assinado pelas jornalistas Cléo Guimarães, Maria Fortuna, Isabela Bastos e Thamine Leta, que nome, publicou notícia com vídeo (aqui) sobre uma copacabanense peituda, literalmente, enfrentando um porteiro que, diz ela, a assedia todos os dias, a moça a caminho da faculdade.
.
A janela de comentários da referida notícia está aberta, e um sujeito chamado Geremias Dantas, às 12h27 (veja print), deixou grafada sua opinião: “Deve ser um desses cearenses que vem para o RJ ser porteiro,faxineiro, zelador,garçom ou traficante na favela da Rocinha, só servem para isto”.
.
Lúcido, outro cidadão, de nome Marcio dos Santos Lima, às 12h47, veio a público contrapor o preconceito nojento do tal Geremias, e pôs a redação do jornal dos Marinho na parede com seu comentário: “Redação do O Globo, vocês dizem que esta sessão de comentários é moderada. Por quem? Olha o que o Geremias Dantas comentou aqui. O comentário dele já é uma ofensa à moral, agora o fato da "moderação" desta página aprovar um comentário como estes é o que mais me preocupa. Qual o problema de vocês?!”

No "Globo", a moderação dos comentários em blogs é de responsabilidade dos próprios blogueiros. Diante disso, fica claro que, além de se acharem o último pum do James Taylor no palco do primeiro Rock in Rio, como são conhecidas as tacanhas autoras da página referida, as colunistas citadas são abjetas e ridículas, por exibirem um comentário tão malicioso e nefasto.
.
Detalhe: para comentar no site de "O Globo" você precisa ter um cadastro válido.