publicidade

sexta-feira, janeiro 08, 2016

O fremir virilha acima do marido da Veveta


Ivete Sangalo, que já foi sem galo, mas hoje detém os direitos de cama, mesa e banho sobre o moreno Daniel Cady aí da foto, "baita garnizé", diz Cininha, desde já, é a dona da principal candidata a frase do ano de 2016, com a sua "quem é essa aí, papai?", que fulminou uma loura de terceira classe, outro dia, na Bahia (em que outro lugar?).  Até a griffe Reserva já lançou, foto abaixo e aqui, camiseta com a tal oração.
.


O que parece, a tal oxigenada, popuzuda que já declarou desejo de posar nua (né boba, não), flertava com o marido da cantora enquanto Veveta fazia um show. E a reação da Ivete se entende por óbvia: flerte quase nunca é unilateral, e Daniel não é algo santo a ponto de não sentir o habitual fremir masculino virilha acima, que apita no automático ao ver, mesmo de longe, uma loura coxuda com cara de fenemê - a cara é o que menos importa, o fremir, no outro lado da cerca, é pelo derrière, capital humano sempre em alta.

.
Ivete não é cafona feito a calopsita da Joelma, e não estende o assunto. Se houve unhada dela no braço tatuado do marido, isto aconteceu dentro de casa.
.
O que não pode é a loura querer sentar no sofá da Fátima Bernardes só por isso. Aí Veveta reage: constituiu advogado para proibir a louraça fenemê de tocar em seu nome e no do marido.
.
E que a fenemê vá chorar no programa da Sonia Abrão!
.
PS. Daniel Cady não vive à sombra da mulher: é nutricionista conceituado e tem um programa de dietas que faz muito sucesso na internet.
.
PS2. Já se fala que a loura que se apresentou como pivô do quiproquó Sangalo-papai, personagem da crônica acima, nem estava no evento, portanto, seria uma falsiane fenemê.