publicidade

quinta-feira, novembro 17, 2016

Casa Versace abriu um hotel palácio em Dubai. E você aí todo pimpão porque se hospedou no Copa

Depois do sucesso estrondoso na Austrália, a Casa Versace mostra todo o poder da moda, agora, em Dubai, com um hotel sensacional em forma de palácio, com vista para o Khor, o rio que transformou-se em uma verdadeira riviera francesa árabe. Como não poderia deixar de ser, a opulência é a marca. Ouros, mármores, medusas, muitas medusas. Coisa para gente grande, e que crava a marca do sucesso de administradora na testa da Donatela Versace, em quem pouca gente acreditava quando assumiu os negócios, depois da morte do irmão.
O Palazzo Versace tem três restaurantes gourmet, SPA, três piscinas, e mais, e mais.
Bora carimbar o passaporte?

(PS. É claro que a citação ao nome do Copa, no título, é só uma brincadeirinha. Nenhum menosprezo ao ícone da elegância carioca, embora pareça, e eu até queira que pareça, você me conhece...)

Fotos: Divulgação


O novo hotel tem três piscinas


O palazzo tem vista para o rio Khor


Muita classe nos ambientes


A opulência, marca da Versace, também está presente no hotel

quinta-feira, novembro 10, 2016

Morreu Evelina Chamma. Era tão chique, que chegou a quase 100


A roda da vida já tinha girado mais de 95 para a grande Evelina Nemer Chamma, que morreu outro dia, serenamente, como bem merecia. Conheci a grande dama, já viúva do Jorge Chamma, dono da Companhia Siderúrgica Pitangui e da Sociedade Brasileira de Mineração, em casa de Lucianita Carvalho, a inesquecível número 1 da Rui Barbosa, chá para 4, dona Mena Fiala, mãe da Lucianita, também à mesa, tempo bom que não volta mais.
Na foto acima, impactante, o trio-frisson do primeiro time do Rio, só a Norma, hoje, permanece entre nós.
Tá vendo aquela estrela que brilha lá no céu? O nome dela é Evelina...



quarta-feira, novembro 09, 2016

A casa de Donald Trump em Nova York

Por incrível que possa parecer, o projeto de decoração não é assinado pelo brocado Sig Bergamin. A cobertura do novo presidente dos Estados Unidos, na mítica Trump Tower, é uma briga só de espelhos, e dourados, e sancas, e molduras, um MMA over que renderia uma "Architectural Digest" inteirinha, de capa a capa.
De repente, a gente acha que no recinto vão surgir a Ediala, a Tharcema, a Maria Eudóxia, três símbolos da mais pura opulência do charme carioca, que já partiram para os corredores celestes, e quem conheceu as casas delas saberá do que estou falando.
É tanto mármore, que eu nem te conto. Só você vendo. Tem tanto bronze, que até a Iara Andrade ficaria encantada.
Tire suas próprias conclusões.
Fotos: reproduções.