Marcio.G

publicidade

quarta-feira, novembro 19, 2014

Limongi, o setentão número 1 de Brasília


O jornalista Vicente Limongi Netto completa 70 anos de idade. Coerente, sincero, leal e contundente, não se cala diante de injustiças, nem tolera "sandices de asnos, fantasiados de paladinos de barro", como ele mesmo diz. Amigo antigo, das boas quebradas das represas da noite, também comemora, feliz da vida, 43 anos de casamento com a charmosíssima Wrilene. Na foto, o aniversariante com as lindas filhas, Carla e Joana.

terça-feira, novembro 18, 2014

Depois de aportar na de São Paulo, agora a decadência chegou de vez na Parada Gay do Rio.

Aliás, as cenas deprimentes já haviam tomado de assalto o evento, muito antes dos ladrões e trombadinhas.
.
Só louco consegue enxergar "vocação turística" em um furdunço com sexo explícito e consumo de drogas pesadas a céu aberto.

segunda-feira, novembro 17, 2014

"O Globo" muda nome da Petrobras

Não é nada, não é nada, não é nada.

quinta-feira, novembro 13, 2014

General Eletric lança "Postais do futuro"

A multinacional GE está inaugurando um novo Centro de Pesquisas no Brasil. Tudo conectado aos outros endereços similares da indústria situados no resto do mundo. Objetivo é criar novas tecnologias, seja buscando-as "a mais de 10 mil metros de altura ou a 3 mil metros de profundidade", diz a empresa no site que lançou para apresentar a novidade. AQUI.
.
O mote  da campanha de lançamento é "Como você imagina o futuro"? Com a hashtag "Postais do Futuro", a turma da GE chama os brasileiros a criar novos cartões postais com toques alhures, ou seja, como seria um Pão de Açúcar, por exemplo, daqui a mil anos?
.
Muito bacana. Vale ir ao site e viajar. Veja abaixo o Elevador Lacerda, de Salvador, daqui a alguns milênios...
.


"Uma didática da invenção", de Manoel de Barros

I
Para apalpar as intimidades do mundo é preciso saber:
a) Que o esplendor da manhã não se abre com faca
b) O modo como as violetas preparam o dia para morrer
c) Por que é que as borboletas de tarjas vermelhas têm devoção por túmulos
d) Se o homem que toca de tarde sua existência num fagote, tem salvação
e) Que um rio que flui entre 2 jacintos carrega mais ternura que um rio que flui entre 2 lagartos
f) Como pegar na voz de um peixe
g) Qual o lado da noite que umedece primeiro.
etc.
etc.
etc.
Desaprender 8 horas por dia ensina os princípios.

II
Desinventar objetos. O pente, por exemplo.
Dar ao pente funções de não pentear. Até que
ele fique à disposição de ser uma begônia. Ou
uma gravanha.
Usar algumas palavras que ainda não tenham
idioma.

III
Repetir repetir — até ficar diferente.
Repetir é um dom do estilo.

IV
No Tratado das Grandezas do Ínfimo estava
escrito:
Poesia é quando a tarde está competente para dálias.
É quando
Ao lado de um pardal o dia dorme antes.
Quando o homem faz sua primeira lagartixa.
É quando um trevo assume a noite
E um sapo engole as auroras.

V
Formigas carregadeiras entram em casa de bunda.

VI
As coisas que não têm nome são mais pronunciadas
por crianças.

VII
No descomeço era o verbo.
Só depois é que veio o delírio do verbo.
O delírio do verbo estava no começo, lá
onde a criança diz: Eu escuto a cor dos
passarinhos.
A criança não sabe que o verbo escutar não
funciona para cor, mas para som.
Então se a criança muda a função de um
verbo, ele delira.
E pois.
Em poesia que é voz de poeta, que é a voz
de fazer nascimentos —
O verbo tem que pegar delírio.

VIII
Um girassol se apropriou de Deus: foi em
Van Gogh.

IX
Para entrar em estado de árvore é preciso
partir de um torpor animal de lagarto às
3 horas da tarde, no mês de agosto.
Em 2 anos a inércia e o mato vão crescer
em nossa boca.
Sofreremos alguma decomposição lírica até
o mato sair na voz .
Hoje eu desenho o cheiro das árvores.

X

Não tem altura o silêncio das pedras.

"O menino que carregava água na peneira", de Manoel de Barros

Tenho um livro sobre águas e meninos.
Gostei mais de um menino
que carregava água na peneira.

A mãe disse que carregar água na peneira
era o mesmo que roubar um vento e
sair correndo com ele para mostrar aos irmãos.

A mãe disse que era o mesmo
que catar espinhos na água.
O mesmo que criar peixes no bolso.

O menino era ligado em despropósitos.
Quis montar os alicerces
de uma casa sobre orvalhos.

A mãe reparou que o menino
gostava mais do vazio, do que do cheio.
Falava que vazios são maiores e até infinitos.

Com o tempo aquele menino
que era cismado e esquisito,
porque gostava de carregar água na peneira.

Com o tempo descobriu que
escrever seria o mesmo
que carregar água na peneira.

No escrever o menino viu
que era capaz de ser noviça,
monge ou mendigo ao mesmo tempo.

O menino aprendeu a usar as palavras.
Viu que podia fazer peraltagens com as palavras.
E começou a fazer peraltagens.

Foi capaz de modificar a tarde botando uma chuva nela.
O menino fazia prodígios.
Até fez uma pedra dar flor.

A mãe reparava o menino com ternura.
A mãe falou: Meu filho você vai ser poeta!
Você vai carregar água na peneira a vida toda.

Você vai encher os vazios
com as suas peraltagens,
e algumas pessoas vão te amar por seus despropósitos!

"O livro sobre nada", de Manoel de Barros

É mais fácil fazer da tolice um regalo do que da sensatez.
Tudo que não invento é falso.
Há muitas maneiras sérias de não dizer nada, mas só a poesia é verdadeira.
Tem mais presença em mim o que me falta.
Melhor jeito que achei pra me conhecer foi fazendo o contrário.
Sou muito preparado de conflitos.
Não pode haver ausência de boca nas palavras: nenhuma fique desamparada do ser que a revelou.
O meu amanhecer vai ser de noite.
Melhor que nomear é aludir. Verso não precisa dar noção.
O que sustenta a encantação de um verso (além do ritmo) é o ilogismo.
Meu avesso é mais visível do que um poste.
Sábio é o que adivinha.
Para ter mais certezas tenho que me saber de imperfeições.
A inércia é meu ato principal.
Não saio de dentro de mim nem pra pescar.
Sabedoria pode ser que seja estar uma árvore.
Estilo é um modelo anormal de expressão: é estigma.
Peixe não tem honras nem horizontes.
Sempre que desejo contar alguma coisa, não faço nada; mas quando não desejo contar nada, faço poesia.
Eu queria ser lido pelas pedras.
As palavras me escondem sem cuidado.
Aonde eu não estou as palavras me acham.
Há histórias tão verdadeiras que às vezes parece que são inventadas.
Uma palavra abriu o roupão pra mim. Ela deseja que eu a seja.
A terapia literária consiste em desarrumar a linguagem a ponto que ela expresse nossos mais fundos desejos.
Quero a palavra que sirva na boca dos passarinhos.
Esta tarefa de cessar é que puxa minhas frases para antes de mim.
Ateu é uma pessoa capaz de provar cientificamente que não é nada. Só se compara aos santos. Os santos querem ser os vermes de Deus.
Melhor para chegar a nada é descobrir a verdade.
O artista é erro da natureza. Beethoven foi um erro perfeito.
Por pudor sou impuro.
O branco me corrompe.
Não gosto de palavra acostumada.
A minha diferença é sempre menos.
Palavra poética tem que chegar ao grau de brinquedo para ser séria.
Não preciso do fim para chegar.
Do lugar onde estou já fui embora.

Extra! Meu 2º e-book bateu a marca de 1.000 exemplares vendidos. Em três meses!


E você, já comprou o seu? Não? Clique AQUI para comprar.

quarta-feira, outubro 29, 2014

Tribuna da Imprensa: Justiça Federal aceita embargos da União e diminui em quase 70 milhões indenização a ser paga ao jornal carioca

A "Tribuna da Imprensa" entrou com ação na Justiça Federal (processo nº 0156936-89.1900.4.02.5101, tramitando na 12ª vara Federal do RJ) no ano de 1979, reclamando ter sido perseguida durante a ditadura. Provou ter havido diminuição na veiculação de publicidade durante o período, além da destruição de sua sede durante os anos de chumbo. Desde então, jamais se ergueu, vivendo em dificuldades, até fechar definitivamente no ano de 2008.
.
Depois de idas e vindas, a sentença saiu no dia 18/10/2010, com a condenação da União no valor de R$ 367.089.080,63 (trezentos e sessenta e sete milhões, oitenta e nove mil e oitenta reais e sessenta e três centavos). A União recorreu ao Supremo, perdeu, e agora, na execução da sentença, na vara de origem, entrou com Embargos de Execução, alegando excesso de R$ 45 milhões nos cálculos da indenização, sinalizando ainda para em torno de R$ 13 milhões de dívidas que o jornal do combativo Hélio Fernandes mantém com a Previdência e outros organismos governamentais.
.
A juíza Edna Carvalho Kleemann, nos embargos de nº 0031513-60.2013.4.02.5101, atendeu ao pedido da embargante, mandando deduzir tais valores a serem pagos à Tribuna. A decisão foi publicada dia 17/10/14.
.
Cabe recurso da parte da Tribuna da Imprensa, mas acredita-se que, no arrastar de décadas da ação, e já com mais de 90 anos, o jornalista Hélio Fernandes não irá recorrer. O advogado da TI é o famoso Alexandre Sigmaringa Seixas.
.
Leia a sentença do processo principal AQUI.
.
Embaixo,a sentença nos Embargos de Execução.





Muito feliz com a volta da chiquérrima Lúcia Hipólito à vida...


terça-feira, outubro 28, 2014

Marcelo Antunes e Luiz Bueno, a dupla sensação do eixo Rio-SP, terminaram o casamento

O caixa alta paulista Luiz Bueno, de camisa azul, desfez o casamento com o niteroiense Marcelo Antunes, neto do fundador da Viação 1001. A união, que teve festa retumbante no ano de 2011, o que contei  AQUI, movimentou as colunas sociais. Luiz, bem relacionado, apresentou o mundo a Marcelo que, nesses três anos de casório, cruzou o Atlântico e o Pacífico. Volta e meia o casal estava em Paris, Dubai, Japão e... Bahia, onde têm amigos.
Deborah Bueno, a elegantérrima mãe do Luiz, que adotou Marcelo como filho e até esteve em Niterói, conhecendo a família do genro, está inconsolável.
.
Comenta-se que existe um terceiro elemento nessa separação.

domingo, outubro 26, 2014

O CHORO DOS COXINHAS


E o Neymar, heim?
.
E o Ronaldo Fenômeno?
.
Romário?
.
E Alexandre Accioly?
.
E Marcus Buaiz?
.
Lobão?
.
E o Lima Duarte?
.
E a Uanêssa Camargo, Fafá de Belém?
.
Zezé di Camargo e Luciano?
.
E Serginho (do BBB) K?
.
E Oscar do basquete?
.
Renata Campos, Pedro Simon?
.
E Marinha Silva?
.
E a Maria Padilha 'ácida hialurônica'?
.
Naomi Campbell, Alicinhazinha Cavalcanti?
.
E o Bernardinho do vôlei?
.
Carolina Dique-man, Luciano Huck, Angélica?
.
Heim?
.
E Dado Dolabela?
.
E Nicete Bruno?
.
E Neyla Torraca?
.
Cris Arcangeli, Lady Francisco, Marcello Serrado?.
E Ricardo Noblat, Merdal Pereira e toda a escumalha de Veja?
.
hahahahahahahahahahahahahahahahahahahaha!
.
Vão todos chorar na Cantareira/SP. Quem sabe assim aumentarão os níveis do regaço da elite paulistana...
.

quarta-feira, outubro 22, 2014

O Brasil perdeu Luiz Carlos Góes, um dos seus mais brilhantes dramaturgos. Descanse em paz

Roteirista da TV Globo há décadas, autor dos textos mais ácidos da dramaturgia brasileira, Góes morreu de câncer. Entre seus trabalhos estão "Sexo e as nêgas", em cartaz atualmente, parceria com Miguel Falabella, "Pé na cova" e outros inúmeros títulos na TV e cinema. Afora as músicas, geniais, muitas delas feitas com o amigo da vida toda, Eduardo Dusek, que está inconsolável. Luiz Carlos deixa o irmão, Paulo Roberto Góes, que mora em Saquarema. Ambos se amavam, mas viviam às turras. Como quase todos os irmãos, aliás.

domingo, outubro 12, 2014

Justiça tira “Vogue” das bancas. Irresponsabilidade da equipe sequelada


A Justiça mandou retirar das bancas a última edição da revista “Vogue Kids”. Imagine você que a turma que manda lá, e que se acha a última Coca Cola do deserto, produziu um editorial de moda com forte conotação sexual, diz o Ministério Público.  Meninas sensualizadas e erotizadas.
 .
A Justiça ainda mandou que a Editora Globo, que detém os direitos sobre a marca no Brasil, suspenda a distribuição da próxima edição. O juiz falou em seu despacho sobre “trabalho infantil artístico, não autorizado pelo ordenamento jurídico”.
 .
O caso corre em segredo de Justiça.
.
A Editora Globo já conversa com jornalista para assumir a revista. Vai pôr todo mundo na rua.

sábado, outubro 11, 2014

Nizan Guanaes, mais conhecido como "rainha da Inglaterra da África", foi condenado na Justiça


Ocorreu que ele, que acha que pode tudo, e talvez possa mesmo, escreveu em seu Twitter que Bell Marques (foto), do Chiclete com Banana, é um "careca enrustido". Bell entrou com ação de danos morais e levou R$ 40 mil do publicitário.

terça-feira, setembro 16, 2014

Uanessa, a cafoninha, está na TV fazendo campanha para o Aécio

"Uanessa", aliás, foi batizada assim pelo colunista calango, que logo rendeu-se ao dinheiro e ao falso "glamour" sertanejo que a rodeia.
.
Capaz até de Uanessa um dia surgir na lista das mais elegantes da "Vogue Brasil". Pagando bem ao calango, que mal tem?

quarta-feira, setembro 03, 2014

SOBRE DILMA NÃO TER IDO AO JORNAL DA (TUCANA) GLOBO

GRANDE COISA DILMA NÃO TER IDO AO JORNAL DA (TUCANA) GLOBO. ESSE POVO CRITICA A DILMA COM A SUBSERVIÊNCIA DE QUEM VÊ NA GLOBO A DONA DO PAÍS. 
.
A GLOBO É SONEGADORA DE IMPOSTOS, ISSO SIM, E NÃO PERDOA O FATO DE DILMA TER MANDADO A RECEITA FEDERAL DAR UM SACODE NO FINANCEIRO DA RUA LOPES QUINTAS...
.
A GLOBO TEM, SIM, É DE MOSTRA A G.R.U (GUIA DE RECOLHIMENTO DA UNIÃO) DOS MAIS DE 700 MILHÕES SONEGADOS EM UMA NEGOCIATA QUE ENVOLVEU A COMPRA DOS DIREITOS DE EXIBIÇÃO DE UMA COPA DO MUNDO.
.
E O WILLIAM WAAK E SUA PARTNER DIZENDO, IRRITADINHOS: "É A PRIMEIRA VEZ QUE ISSO ACONTECE" (UM CANDIDATO NÃO DAR ENTREVISTA AO JORNAL). E DAÍ, CARAS PÁLIDAS?
.
QUERO VER É A G.R.U.

segunda-feira, setembro 01, 2014

Da série "Meus textos inesquecíveis"...

Depois de ler isto, o colunista de "O Globo" Joaquim Ferreira dos Santos, então editor do suplemento, me chamou para ser repórter do Caderno D, de "O Dia".
.

quinta-feira, agosto 28, 2014

“Vogue Brasil” não perde a vocação de balcão de negócios

Que sina!
Prossegue a “Vogue Brasil” como balcão de negócios de alguns “jornalistas” que nela escrevem.
.
É assim desde as alhures eras pós-Regina Guerreiro no comando, quando não se sabia o que era editorial ou informe publicitário. Com Regina à frente, essa canalhice não acontecia.
Agora é o Sandro Barro, que se acha a reencarnação do Dior e é marido do “palestrante” de perfumaria Bruno Astuto. Antes desse “noivado”, quem era o Barro na “Vogue”? Barro na “Vogue”, só o ex-office boy da Guerreiro, hoje semblante leon talley, Giovani Fração (de segundos).
Agora, a gente tem de aguentar esse péla-saco de foto do Sandro Barro em todas as edições. Quando não nos seus vestidos eletrolux - brastemps só os do Pedro Lourenço -, os holofotes estão sobre suas clientes. Quer dizer: citadas no “Vogue”, por influência do marido do Barro, elas compram mais vestidos do Barro, e assim a lusitana das bibas roda em Paris.
Mais recentemente, a “Vogue” divulga que o Barro vai fazer coleção de moda especial para uma multimarcas do Recife, onde seu marido ameaçou uma palestra. Ele vai, faz "palestra", ganha cachê e fecha os contratos particulares do marido. Depois, põe na conta da Editora Globo e dos irmãos Marinho a “divulgação” graciosa dos feitos de seus contratantes.
.
Cambada.

quinta-feira, agosto 21, 2014

Regina Guerreiro e Cavalera lançam #ENJOY no YouTube. Um contraponto ao "banho de água fria" que anda lavando as redes sociais...

Já contei por aqui como foi que conheci Regina Guerreiro, dona absoluta do estilo brasileiro. Isso não importa mais. O que vale é que a nossa maior jornalista de moda acabou de lançar um canal no YouTube, por onde vai falar sobre moda e estilo de vida com toda aquela gente que dá o maior valor ao racé na alma.
.
Palmirinha também tomou banho de água fria, naquela campanha chatérrima contra a Esclerose? É? Nem vi.
.
Quero mesmo é saber mais sobre o Luis Vuitton que dá nome às bolsas famosas, história que a Regina conta agora, como nenhuma outra havia feito até então.
.
Veja  só.
.

terça-feira, agosto 19, 2014

BANHO DE ÁGUA FRIA...

ESSE POVO TODO QUE TEM TOMADO BANHO DE ÁGUA GELADA TEM FEITO A DOAÇÃO EM DINHEIRO QUE A CAMPANHA PEDE? OU É SÓ PERFUMARIA? DUVIDO QUE A ANA MARIA BRAGA, POR EXEMPLO, TENHA ENTENDIDO ALGUMA COISA E MEXIDO NO PRÓPRIO BOLSO.

segunda-feira, agosto 18, 2014

Grã-finos do Rio armam jantar de homenagem a Garotinho. Mas Garotinho não aparece...

Um empresário do ramo imobiliário, no Rio, mandou florir a casa, contratou buffet, convidou amigos. Tudo para homenagear aquele que ele, o anfitrião, pensa que será o novo governador do Rio (sabe de nada, inocente), Antony Garotinho - que pelo nome não se perca.
.
Qual não foi a surpresa da turma? Garotinho não apareceu!!!
.
Mandou dizer que estava passando mal.
.
Gente sem racé dá um trabalho danado.

Festa do Glamurama no Fasano: nada pra comer? Credeuí, credeuá...


quarta-feira, agosto 06, 2014

A POLÍTICA RASTEIRA DO PSDB

CLÍNICAS PARTICULARES DE MINAS GERAIS, EM CAMPANHA POR AECINHOZINHO, ESTÃO SE NEGANDO A FAZER EXAMES EM PACIENTES - ALGUMAS GRAVES - PORQUE OS PEDIDOS FORAM FEITOS POR PROFISSIONAIS CUBANOS DO "MAIS MÉDICOS". O IMBECIL DO CRM LOCAL AINDA VAI PARA A TV E DIZ QUE "NINGUÉM É OBRIGADO A FAZER EXAMES".
.
É ASSIM QUE ESSA "ELITE" DE AEROPORTO CLANDESTINO FAZ CAMPANHA. PROGRAMA DE GOVERNO QUE É BOM, NADA. SÓ FIRULA.

Pelo visto a turma do EGO só anda pensando naquilo...


terça-feira, julho 22, 2014

Boechat sai da Band e vai para a Record


O jornalista Ricardo Boechat (foto), que até outro dia não perdoava os pastores evangélicos "papadores de dízimos", em seus "editoriais" sempre enfáticos e inteligentes, na rádio Bandnews (afora seus pitacos no jornal da TV do mesmo grupo), acabou de assinar contrato com a TV Record, que, todo mundo sabe, sobrevive do dízimo do povo da Igreja Universal.
.
Boechat, certamente que com pouca visibilidade - aquela que leva ao ostracismo muitas estrelas da Globo que para a Record se transferem -, vai ancorar o principal jornal da emissora do Macedão, como se houvesse jornalismo lá, onde qualquer bispo que nem lê jornais tem supremacia com seus palpites pauteiros.
.
Importante não deixar de falar do salário oferecido ao Boechat, claro, tudo sugado do povo sofrido que frequenta a Universal (a mesma população que financia a perseguição de Macedo a outras igrejas que crescem no País, comprando espaços em várias emissoras, pagando sem necessidade o triplo do valor de mercado, pois tem uma TV comprada exatamente para "pregar a Palavra de Deus", o que hoje é contraponto disso). Disse que o holerite mensal pode ser trocado por um apê na Avenida Atlântica a cada 30 dias.
.
Nós que há tempos já perdemos o Boechat das páginas diárias dos jornais, agora não o teremos mais na TV, porque, francamente, ninguém vê a Record.
.
Boechat, veinho, ainda não aprendeu que dinheiro não é tudo.
.
.
ATUALIZAÇÃO DO DIA 11/08/14: BOECHAT VOLTOU HOJE "DE FÉRIAS" À BAND. DAS DUAS, UMA: OU MINHA FONTE NA GELADEIRA, OU MAIS UMA BARRIGA DO BLOG - ISSO ACONTECE. MAS PELO SIM, PELO NÃO, PREFIRO ESPERAR MAIS ALGUNS DIAS POR ESSE DESFECHO...

terça-feira, julho 15, 2014

O desfile show de Dolce & Gabbana em Capri



Ao som de mambo, a marca Dolce & Gabbana recebeu a imprensa italiana e alguns clientes couture coroados (Georgina Brandolini entre eles), em Capri, para seu desfile-show anual, apresentando a moda de inverno. Saias volumosas em babados, cinturas tais e quais as vespas de Balenciaga, estampas impactantes, jóias à la Mariza Coser, peles de corar a turma do Peta e um olhar sexy nos semblantes das modelos.
.
O cenário era o de um penhasco à beira do mar Mediterrâneo, ou não seria Capri uma ilha.  Rochas cinzentas. Ar operístico.
Bordados em relevo. Muitos florais. Uma coroa de ouro adornava o penteado da modelo com vestido de azulejos hidráulicos. Domenico, o Dolce, lembrava da Capri do tempo de Liz Taylor, da princesa Soraya, do Irã, da duquesa de Windsor e de Jackie Kennedy. Anos 50 no ar.
.
As modelos chegavam de barco. Saias com listras navy e azulejaria colonial. Decotes chamando foco. Casacos de pele e botas compridas, onipresentes. Casacos longos cobriam shorts curtos.
Era show, mas é preciso pensar no caixa. Daí que terninhos de tweed agarrados ao corpo, feito enguias, e vestidos pretos retos e clássicos anunciavam que vão dar o tom do tilintar da conta bancária da marca nos próximos meses.
.
Havia cor de rosa e muitas flores. E a estrela maior da platéia era ninguém menos que Marie-Chantal da Grécia. 
.
Vestida de abajur, com o colunista calango de "carrega bolsa" (ou comprador de Modess), Donatinha não foi.







quarta-feira, junho 25, 2014

Deprimente, "bispo" Macedo prega não à Copa

Seria cômico se não fosse hilário.
Já se disse que o capo da Igreja Universal proibiu seus fiéis de assistirem aos jogos da Copa.
Ninguém obedeceu, claro, ao homem que persegue outras igrejas comprando, com o dízimo do povo, e pagando alto por isso, horários em emissoras de TV, acabando com a programação dos que ele vê como concorrentes - como se isso fosse papel de um homem de Deus.
Agora, a Folha Universal, jornal do qual fui diretor de redação, chega às ruas com reportagem intitulada assim: "5 maneiras de não perder tempo assistindo à Copa do Mundo".
Só rindo.
Será que esse povo pensa que a gente se esquece que a TV Record foi ao mercado em busca da transmissão da Copa, prometendo pagar 3 vezes mais que a Globo, e que ainda assim perdeu a parada?

segunda-feira, junho 09, 2014

Morre a mãe da Narcisa Tamborindeguy


Politizada e brizolista como poucas do society carioca, morreu dona Alice Tamborindeguy, mãe da Narcisa e da deputada Alice. Aliçona, como era conhecida, comandava com firmeza a família que reina no Edifício Chopin, ao lado do Copacabana Palace. Ela tinha, como cada uma das filhas tem, um apartamento do prédio construído pelo marido, o saudoso deputado e empreiteiro Mario Tamborindeguy. Estava internada no Samaritano, no Rio, e morreu de falência múltipla dos órgãos.
.
Quando eu escrevia coluna social na “Tribuna da Imprensa”, nos falávamos, por telefone, pelo menos, umas duas vezes por semana, quando ela se lembrava de todas as minhas notas e comentava uma a uma, dando-me ótimas ideias para novas notícias. Nunca pediu nada para si, nem para as filhas – não precisava.
.
Apaixonada, tomava partido dos amigos e não perdoava aqueles que aprontavam com as filhas. Quando Narcisa foi demitida do jornal “O Dia”, derrubada por seu então “melhor amigo” e assistente, dona Alice me telefonou e desancou o sujeito, então meu “amigo” também, contando-me poucas e boas e exigindo que eu também desfizesse minha “amizade” com ele. Ela era assim. Pelo que consta, morreu brigada com a viúva do Ary de Carvalho, então comandante do jornal “O Dia”, por causa disso. E sempre foram grandes amigas.
.
Bom era quando eu me encontrava com ela nos chás na casa da Lucianita (Fiala de Siqueira) Carvalho. Elas eram parecidíssimas e me divertiam. Inteligentes, liam todos os jornais e revistas. Foi dona Alice quem me apresentou às suas filhas, convidando-me para uma festa retumbante de aniversário da Narcisa, na mesa pontificando o buffet do Demar – só o Demar faz as festas das Tamborindeguy.
.
Dona Alice era, de fato, uma grande dama. Sempre com seus terninhos azul marinho e a bolsa Chanel que, embora tivesse alças grandes, ela trazia embaixo do braço, qual carteira. Só usava o perfume Beautiful, de Estée Lauder.
.
Amiga do meu antigo patrão, Helio Fernandes, cobria-me de elogios, quando o encontrava nas muitas festas que frequentavam. Cético de carteirinha, o Sr. Hélio, quando me dava broncas acerca de uma ou outra notícia, sempre acentuava: “não sei como a Alice gosta tanto de você”. E gostava mesmo.
.

Ela será sepultada no São João Batista.

Esse povo é bocó mesmo


Bastou o cabra deixar a barba crescer um pouquinho para a turma se ajoelhar diante dele. Aqui a Ana Maria Braga louvando o budista Prem Baba, que ganhou homenagens no Rio. Tudo bem que o cara pode ser até um sábio, espiritualmente falando, não o conheço. Mas se ajoelhar diante de um homem de carne e osso feito eu? É ruim de eu fazer, heim... Só me ajoelho diante de Deus.
.
Foto da AG News/Felipe Panfili/Divulgação.
.
PS. O pior de tudo é ele aceitar que se ajoelhem diante dele. Muita pretensão para meu gosto...

quinta-feira, junho 05, 2014

Aniversário do querido empresário Jair Coser, na foto ao lado de sua primeira-dama, Mariza...



Jair é o maior exportador de café brasileiro.
.
Ele ganhou jantar na casa da filha, Andrea Rudge, em São Conrado. Mesa impactante...

Dona Redonda do "grand monde"...

O colunista calango esteve em Porto Alegre arranjando um troco com suas bobas "palestras", próprias para quem não tem leitura.
.
Está enorme de gordo.
.
Precisa parar de comer os pastéis gordurosos da sogra.
.
Colesterol nas alturas.

terça-feira, junho 03, 2014

A questão da “moderação” de comentários no site de “O Globo”


Que a redação de “O Globo” está cheia de gente preconceituosa, todo mundo sabe. Agora, deixar transparecer esse ranço indigesto é maldade. Agora há pouco, o site da coluna “Gente Boa”, assinado pelas jornalistas Cléo Guimarães, Maria Fortuna, Isabela Bastos e Thamine Leta, que nome, publicou notícia com vídeo (aqui) sobre uma copacabanense peituda, literalmente, enfrentando um porteiro que, diz ela, a assedia todos os dias, a moça a caminho da faculdade.
.
A janela de comentários da referida notícia está aberta, e um sujeito chamado Geremias Dantas, às 12h27 (veja print), deixou grafada sua opinião: “Deve ser um desses cearenses que vem para o RJ ser porteiro,faxineiro, zelador,garçom ou traficante na favela da Rocinha, só servem para isto”.
.
Lúcido, outro cidadão, de nome Marcio dos Santos Lima, às 12h47, veio a público contrapor o preconceito nojento do tal Geremias, e pôs a redação do jornal dos Marinho na parede com seu comentário: “Redação do O Globo, vocês dizem que esta sessão de comentários é moderada. Por quem? Olha o que o Geremias Dantas comentou aqui. O comentário dele já é uma ofensa à moral, agora o fato da "moderação" desta página aprovar um comentário como estes é o que mais me preocupa. Qual o problema de vocês?!”

No "Globo", a moderação dos comentários em blogs é de responsabilidade dos próprios blogueiros. Diante disso, fica claro que, além de se acharem o último pum do James Taylor no palco do primeiro Rock in Rio, como são conhecidas as tacanhas autoras da página referida, as colunistas citadas são abjetas e ridículas, por exibirem um comentário tão malicioso e nefasto.
.
Detalhe: para comentar no site de "O Globo" você precisa ter um cadastro válido.

segunda-feira, maio 19, 2014

Todo Rio de Janeiro, principalmente aquele que vive a pedalar, chora a morte do querido Guilherme Polakovics Paiva

Ciclista campeão, bonito e carismático, amante de bikes e motocicletas, Guilherme pedalava na Barra, sábado, seis da manhã, quando bateu em um buraco das obras do metrô, indo parar no meio da pista. Foi atingido por um automóvel e não resistiu.
.
Já houve quem o visse pedalando nas nuvens branquinhas do céu...

domingo, maio 18, 2014

Esse society carioca é uma piada... E a Lurdes Catão, heim?

Lurdes Catão deu entrevista hoje a "O Globo" e foi debochada pela repórter o tempo inteiro.
.
Mas isso não vem ao caso.
.
A questão é que a "escritora" do livro Sociedade Brasileira, das duas, uma: ou anda avariando da cabeça ou se faz de boba pra sobreviver.
.
Justamente ela que traiu o ex-marido com o próprio cunhado, conforme dito na reportagem, garante que só entra no seu livro decadente apenas as pessoas com bom comportamento.
.
Tá boa, santa?

Hoje é o niver da grande dama da moda brasileira, Regina Guerreiro, mais conhecida como "o terror da nova redação da Vogue": quando voltar vai pôr todo mundo na rua...


sábado, maio 17, 2014

Sandro Barro veste (mal e de graça) Taís Araujo em Cannes e leva coió no Twitter...


No Twitter alguém escreveu: "Estilista brasileiro pega tecido pobre de paetês. Reborda em cima. Manda para atriz usar em Cannes e chama de alta costura." Será que vai ter jabá na fora de "Época"?

quarta-feira, maio 14, 2014

O telhado de vidro de Ney Matogrosso

Eu entrevistando Ney nos anos 80 para a "Última Hora"

Outro dia vi um pedaço de entrevista do talentoso Ney Matogrosso concedida a um coleguinha da TV portuguesa quando Ney, na terrinha, promovia um dos seus magníficos shows. Logo a mídia tornou-se viral, pois agora é moda desancar o Brasil, a Copa, o governo etc. Ney, circunspecto, cara de poucos amigos, dramático à la “Bandido Corazon”, maltratava o País onde nasceu. Mirava sua metralhadora, claro, no governo da presidenta Dilma, dizendo algumas verdades e outra mentiras, se enganando sobre alguns pontos, o que é totalmente irrelevante para o teor deste post.

Pensei, ainda que nunca tivesse visto essa faceta reginaduarteana do Ney aqui em terras nossas: “esse cara é bom! Não deve nem lançar mão de leis de incentivo para promover seus espetáculos com dinheiro público, preocupado que está com a má qualidade do ensino e da saúde do seu País”.

Sempre admirei o Ney.

Mas como sou veterano integrante da hoje decantada “Geração Brasil”, aquela que vive plugada nas mais diversas mídias, e também sempre crente na antológica frase “tem batata nessa chaleira”, do velho e saudoso combatente Leonel Brizola, fui fuçar os arquivos do Diário Oficial da União (D.O.U).

(Abramos parênteses. Uma coisa não prescinde a outra. Ney pode muito bem - e deve - ser crítico das políticas públicas e se beneficiar, enquanto artista, das leis culturais que despejam dinheiro meu, seu, nosso, alô, Ancelmo, nos projetos culturais. Alguns até nem tão culturais assim, mas isto não vem ao caso nem do Ney nem deste momento. Agora, só não precisa ser tão dramático à La Gilmar Mendes, como se vivesse ao largo de tudo isso, como se não se abrigasse sob telhado de vidro ou não viesse vivendo desde muito antes da era sarney...).

Minha pesquisa mostrou que, somados todos os “incentivos” governamentais, o rigoroso patrício Ney Matogrosso, direta ou indiretamente, esteve envolvido em projetos que totalizaram, até os dias de hoje, a bagatela de R$ 17.308.568,69 (dezessete milhões, trezentos e oito mil, quinhentos e sessenta e oito reais e sessenta e nove centavos). Dinheiro meu, seu, nosso.
 
Comecei minha pesquisa em 2003, primeiro ano do governo do PT que o Ney tanto combate quando em viagem ao exterior.

(Outros parênteses: em 20 de novembro de 2009, Pags. 20 e 21 do DOU, o presidente Lula conferiu a Ney Matogrosso a Ordem do Mérito Cultural na classe de Cavaleiro, “por relevantes contribuições prestadas à cultura do País”.)

E louve-se a campanha contra a hanseníase, encabeçada por Ney, com visibilidade relevante para a causa - não sei se amparada por recursos públicos.

Vamos ao resultado da pesquisa. Tenho os prints das páginas, para o caso de alguém querer ver:

Treze de fevereiro de 2003. Pag. 32, D.O.U: "Turnê de Ney Matogrosso, regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, Opus Assessoria e Promoções Artísticas Ltda, CNPJ 88.916.135/0001-42, Processo: 01400008787/02-88, valor do apoio: R$ 418.460,64 (quatrocentos e dezoito mil, quatrocentos e sessenta reais e sessenta e quatro centavos). Prazo de captação: 11/02/2003 a 31/12/2003."

Vinte e seis de janeiro de 2004. Pag. 14: Turnê Nacional Ney Matogrosso - Regiões Sul e Sudeste,  Opus Assessoria e Promoções Artísticas Ltda, CNPJ/CPF: 88.916.135/0001-42, RS - Porto Alegre, Período de captação: 01/01/2004 a 31/12/2004. Turnê Nacional Ney Matogrosso - Regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, Opus Assessoria e Promoções Artísticas Ltda, CNPJ/CPF: 88.916.135/0001-42 RS - Porto Alegre, Período de captação: 01/01/2004 a 31/12/2004." (Nota do blog: esta publicação não traz o valor do “incentivo”).

Seis de junho de 2003. Pag. 16: “Turnê Nacional Ney Matogrosso - Regiões Sul e Sudeste, Opus Assessoria e Promoções Artísticas Ltda, CNPJ/CPF: 88.916.135/0001-42, Processo: 01400.008803/02-32, RS - Porto Alegre, Valor do Apoio R$: 764.144,89 (setecentos e sessenta e quatro mil, cento e quarenta e quatro reais e oitenta e nove centavos) Prazo de Captação: 02/06/2003 a 31/12/2003.”

Trinta e um de maio de 2006. Pag. 103: “Constelação da Amazônia – EnCanto, Fundação de Cultura e Comunicação Elias Mansour – FEM, CNPJ/CPF: 03.124.410/0001-32, Processo: 01400.000302/06-31, AC - Rio Branco, Valor do Apoio R$: 117.841,00 (cento e dezessete mil, oitocentos e quarenta e um reais), prazo de Captação: 31/05/2006 a 30/11/2006. Resumo do Projeto: O projeto visa a gravação de um CD cujo objetivo é mostrar para o Brasil uma amostra da cultura musical que homenageia a rica biodiversidade, e sócio diversidade Amazônicas. Entre os artistas convidados, estão Ney Matogrosso, Zé Ramalho, Alceu Valença e Elba Ramalho etc.”

Vinte e seis de junho de 2006. Pag. 18: “Cazuza Sinfônico, Zimba Promoções e Eventos Ltda. CNPJ/CPF: 04.704.782/0001-09, Processo: 01400.001462/06-06, RJ - Rio de Janeiro, Valor do Apoio R$: 1.471.696,96 (hum milhão, quatrocentos e setenta e um mil, seiscentos e noventa e seis reais e noventa e seis centavos). Prazo de Captação: 26/06/2006 a 31/12/2006, Resumo do Projeto: Visa a realização do espetáculo musical e cultural Cazuza Sinfônico, com registro ao vivo em CD e DVD, integrando as comemorações dos 15 anos da Sociedade Viva Cazuza. O repertório de Cazuza com aparato sinfônico estará sob a batuta do maestro Wagner Tiso, regendo a orquestra Petrobrás Sinfônica. O espetáculo contará com a participação de Ney Matogrosso, Caetano Veloso, Fernanda Abreu, Barão Vermelho, Lenine, Marcelo D2, Zélia Duncan, Sandra de Sá, Adrianna Calcanhoto, Marina Lima, Pitty e Ana Carolina."

Seis de outubro de 2006. Pag. 15: “Convida Música. DVD Master Produções Ltda. CNPJ/CPF: 03.978.241/0001-06, Processo: 01400.005599/05-41, RJ - Rio de Janeiro, Valor do Apoio R$: 752.515,50 (setecentos e cinquenta e dois mil, quinhentos e quinze reais e cinquenta centavos). Prazo de Captação: 06/10/2006 a 31/12/2006. Resumo do Projeto: O projeto tem por objetivo reunir em um mesmo palco instrumentistas e cantores de renome nacional da música popular brasileira, numa mistura de gêneros, ritmos e estilos, o instrumental, o popular e o rock, tais como: Marcio Montarroyos, Lulu Santos, Jorge Benjor, Arthur Maia, Martinho da Vila, Martinália, Seu Jorge, Ricardo Silveira, Lenine, Frejat, Banda Black Rio, Rogério Flausino, Luciana Melo, Trio Madeira, Ney Matogrosso, Marco Suzano, Cláudio Infant, Wilson da Neves, Ed Motta, Monobloco, Raul Mascarenhas, Conexão e João Bosco."

Seis de setembro de 2007. Pag. 16: “Grandes Mestres - Ney Matogrosso. VM Produção e Comunicação Ltda. CNPJ/CPF: 37.080.603/0001-50, Processo: 01400.015733/06-01. DF – Brasília, Valor do Apoio R$: 168.410,00 (cento e sessenta e oito mil, quatrocentos e dez reais). Prazo de Captação: 06/09/2007 a 31/12/2007 Resumo do Projeto: Realização de show com o cantor Ney Matogrosso, na capital federal, podendo também ser apresentado em outras cidades satélites do entorno de Brasília”.

Trinta de dezembro de 2008. Pag. 28: “Grandes Mestres - Ney Matogrosso. VM Produção e Comunicação Ltda. CNPJ/CPF: 37.080.603/0001-50, DF – Brasília, Período de captação: 01/07/2008 a 31/12/2008 (Nota do blog: esta publicação não traz o valor do “incentivo”).

Três de novembro de 2009. Pag. 8: Festa da MPB FM.  Terra Molhada Eventos e Promoções Ltda. CNPJ/CPF: 07.495.902/0001-95, Processo: 01405.000431/08-41, RJ - Rio de Janeiro. Valor do Apoio R$: 234.773,00 (duzentos e trinta e quatro mil, setecentos e setenta e três reais). Prazo de Captação: 03/11/2009 a 31/12/2009. Resumo do Projeto: Realização de dois grandes shows, Ney Matogrosso e Seu Jorge, para comemorar o aniversário de oito anos da rádio MPB FM. Rio de Janeiro.

Trinta de dezembro de 2010. Pag. 250: ESPETÁCULO MUSICAL BEIJO BANDIDO. Associação Musical e Cultural de Cavaleiro. CNPJ/CPF: 06.864.616/0001-97. Processo: 01400.007270/20-10. PE - Jaboatão dos Guararapes. Valor do Apoio R$: 119.278,00 (cento e dezenove mil, duzentos e setenta e oito reais). Prazo de Captação: 30/12/2010 a 31/12/2010 Resumo do Projeto: O projeto Espetáculo Beijo Bandido tem em seu objetivo produzir e realizar na cidade de Recife, no teatro da UFPE, com apresentação do cantor Ney Matogrosso.
  
Vinte e nove de abril de 2010. Pag. 80: “Retratos Sonoros. Ediouro Publicações de Lazer e Cultura Ltda. CNPJ/CPF: 01.183.614/0001-19. Processo: 01400.000146/20-10. RJ - Rio de Janeiro. Valor do Apoio R$: 220.671,00 (duzentos e vinte mil, seiscentos e setenta e um reais). Prazo de Captação: 29/04/2010 a 31/12/2010. Resumo do Projeto: Edição de um livro de arte dedicado à música popular brasileira, no formato 29,5 x 29,5 com 130 páginas e tiragem de 3000 exemplares contendo retratos de músicos brasileiros, entre eles, Gilberto Gil, Maria Bethânia, Chico Buarque, Ney Matogrosso, Marisa Monte, Ed Mota, João Donato, Dona Ivone Lara, Martinho da Vila, Zeca Pagodinho, Lulu Santos, Paula Toller e tantos outros nomes que fazem parte da MPB.

Dezoito de maio de 2010. Pag. 8: “O Ney e Eu Show Musical - Com Luhli Cintia Cristina dos Santos. CNPJ/CPF: 168.278.558-05 Processo: 01400.003377/20-10. RJ - Rio de Janeiro. Valor do Apoio R$: 312.725,00 (trezentos e doze mil, setecentos e vinte e cinco reais). Prazo de Captação: 18/05/2010 a 31/12/2010. Resumo do Projeto: No show O Ney e Eu, a compositora, violonista e cantora LUHLI faz uma homenagem a NEY MATOGROSSO, apresentando 13 músicas de sua autoria gravadas por ele, entre elas sucessos como O VIRA, FALA e BANDOLERO. Entre as canções, conta casos da amizade e da parceria profissional de quase 40 anos. Também fará parte deste projeto exposição de fotos do Ney tiradas pelo grande fotógrafo Luiz Fernando Borges da Fonseca, que fez, todas as capas dos discos do Ney. Serão 9 dias de shows em SP / RJ e BH.”

Quatorze de dezembro de 2010. Pag. 238: "DZI CROQUETTES. Réptil Editora Ltda. CNPJ/CPF: 06.131.919/0001-09 Processo: 01400.027055/20-09. RJ - Rio de Janeiro. Valor do Apoio R$: 192.500,00 (cento e noventa e dois mil e quinhentos reais). Prazo de Captação: 14/12/2010 a 31/12/2010. Resumo do Projeto: Fotobiografia dos Dzi Croquetes, grupo performático dos anos 70, com textos de integrantes remanescentes e depoimentos de artistas, contando a história deste ícone da contracultura que levava mensagens de paz e liberdade através de seus corpos, com fotos, depoimentos dos integrantes do grupo ainda vivos e de artistas que estiveram com eles em sua trajetória, como Ney Matogrosso, Lisa Minelli, Mick Jagger e muitos outros."

Cinco de abril de 2010. Pag. 63: “Três na Grã-Bretanha. Taboca Produções Artisticas Limitada. CNPJ/CPF: 07.139.963/0001-10 Processo: 01400.000048/20-10. RJ – Teresópolis. Valor do Apoio R$: 730.820,00 (setecentos e trinta mil, oitocentos e vinte reais). Prazo de Captação: 05/04/2010 a 30/12/2010. Resumo do Projeto: Realizar dez dias de atividades do Brasil. em Londres e em Oxford, na renomada instituição acadêmica da Inglaterra. Com foco em três programas: literatura, música e antropologia visual. O evento tem seu marco através da homenagem a autora Lygia Fagundes Telles e uma mostra de filmes adaptados sobre sua obra, com a presença de estudiosos palestrantes sobre a autora. Paralelamente os shows Beijo Bandido com Ney Matogrosso e shows solos com Adriana Calcanhotto e Fernanda Takai."

Três de dezembro de 2010. Pag. 231: "Série MPB & Jazz 2011. Trem Mineiro 2006 Produções Artísticas e Culturais Ltda. CNPJ/CPF: 07.763.223/0001-50. Processo: 01400.013387/20-10. RJ - Rio de Janeiro. Valor do Apoio R$: 1.508.690,88 (hum milhão, quinhentos e oito mil, seiscentos e noventa reais e oitenta e oito centavos). Prazo de Captação: 03/12/2010 a 31/12/2010. Resumo do Projeto: Em 2011 a Série MPB &Jazz homenageará Assis Valente, Mário Lago e Léo Perachi com a participação de Ney Matogrosso, Alcione, Moisés Marques, Tulio Mourão, Eser Meneses, Cristina Braga e Leo Gandelman em apresentações no RJ e SP."

Trinta de setembro de 2011. Pag.189: "CAIXA ECONÔMICA FEDERAL. SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO TRIÂNGULO MINEIRO. EXTRATO DE INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÃO. CONTRATANTE: Caixa Econômica Federal; CONTRATADA: Bruno. César de Carvalho; OBJETO: Patrocínio para o evento "Show Beijo Bandido - Ney Matogrosso"; MODALIDADE DE LICITAÇÃO: Contratação direta com inexigibilidade de licitação, conf. Art. 25 da Lei 8666/93; VALOR: R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais); AUTORIZAÇÃO: OF AP 4689/2011."

Vinte e oito de abril de 2011. Pag. 16: "ELES CANTAM ELIS. Kissus Enterteniment 4 Produções Artísticas Ltda. CNPJ/CPF: 09.656.377/0001-78. Processo: 01400.019211/20-09. SP - São Paulo. Valor do Apoio R$: 2.423.755,00 (dois milhões, quatrocentos e vinte e três mil, setecentos e cinquenta e cinco reais). Prazo de Captação: 28/04/2011 a 31/12/2011. Resumo do Projeto: Realizar um show de 3 apresentações no Instituto Auditório Ibirapuera, onde o intuito é homenagear os 65 anos da cantora Elis Regina, nas vozes de cantores masculinos contemporâneos, além da gravação de um DVD comemorativo desse grande encontro. Dirigido pelo filho da cantora, Pedro Camargo Mariano, o projeto contará com as participações de Jair Rodrigues Filho, Simoninha, Frejat, Jota Quest, Ed Motta, Lenine, Ney Matogrosso, entre outros."

Vinte e seis de julho de 2012. Pag. 14: "Ana Cañas - DVD e turnê Volta. Pode Apostar Produções Artísticas e Eventos Ltda. CNPJ/CPF: 12.024.604/0001-57. Processo: 01400.011311/20-12. RJ - Rio de Janeiro. Valor do Apoio R$: 801.950,00 (oitocentos e um mil, novecentos e cinquenta reais). Prazo de Captação: 26/07/2012 a 31/12/2012. Resumo do Projeto: O projeto prevê a produção do primeiro DVD da cantora Ana Cañas, com direção de Ney Matogrosso, a ser gravado no Auditório Ibirapuera (São Paulo) e a circulação deste novo show pelas cidades de Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Salvador e Porto Alegre".

Vinte e cinco de janeiro de 2012. Pag. 8: "Espetáculos Musicais MPB Para Todos: Luiza Possi, Roberta Sá, Zélia Ducan, Martnália e Ney Matogrosso SCRIPTILIS PRODUÇÕES CULTURAIS LTDA – ME. CNPJ/CPF: 07.704.447/0001-90. Processo: 01400.036200/20-11. PE – Recife. Valor do Apoio R$: 1.605.640,00 (Hum milhão, seiscentos e cinco mil, seiscentos e quarenta reais). Prazo de Captação: 25/01/2012 a 31/12/2012. Resumo do Projeto: O projeto Espetáculos Musicais MPB Para Todos: Luiza Possi, Roberta Sá, Zélia Ducan, Martnália e Ney Matogrosso tem em seu objeto produzir em espaço privado espetáculos musicais, com três apresentações das artistas Luiza Possi, Roberta Sá e Zélia Ducan, nas cidades de Recife, Maceió e João Pessoa, duas apresentações da artista Marthinalia, nas cidades de Recife e João Pessoa e uma apresentação do artista Ney Matogrosso em Recife."

Dezessete de fevereiro de 2012. Pag. 6: "NEY MATOGROSSO - TURNÊ 2012. Muito Prazer Discos e Produções Ltda. CNPJ/CPF: 02.083.562/0001-71. Processo: 01400.042264/20-11. RJ - Rio de Janeiro. Valor do Apoio R$: 1.111.928,38 (hum milhão, cento e onze mil, novecentos e vinte e oito reais e trinta e oito centavos). Prazo de Captação: 17/02/2012 a 31/12/2012. Resumo do Projeto: O projeto consiste na realização da nova turnê do cantor Ney Matogrosso. O espetáculo passará por 12 cidades brasileiras e com total de 13 apresentações (sendo duas apresentações na cidade de São Paulo), e além de divulgar o novo trabalho do artista, celebrará os 40 anos de carreira do cantor."

Onze de setembro de 2012. Pag. 176: "INEXIGIBILIDADE Nº 1069/2012 Contratante: FUNDACAO NACIONAL DE ARTES FUNARTE CNPJ Contratado: 02083562000171. Contratado : MUITO PRAZER DISCOS E PRODUCOES -LTDA - EPP. Objeto: Apresentação do artista Ney Matogrosso, no dia 22 de setembro de 2012, em Lisboa, na Festa da Cultura Brasileira, no âmbito do Ano do Brasil em Portugal. Fundamento Legal: Lei nº8.666/93 . Vigência: 05/09/2012 a 30/12/2012. Valor Total: R$215.000,00 (duzentos e quinze mil reais). Fonte: 118033902 - 2012 NE800780. Data de Assinatura: 05/09/2012.

Vinte e nove de abril de 2013. Pag. 81: "SÉRIE MPB & JAZZ 2013 - PIXINGUINHA, RADAMÉS e TOM: SEM FRONTEIRAS Trem Mineiro 2006 Produções Artísticas e Culturais Ltda. CNPJ/CPF: 07.763.223/0001-50. Processo: 01400.003701/20-13 RJ - Rio de Janeiro. Valor do Apoio R$: 1.274.068,00 (hum milhão, duzentos e setenta e quatro mil e sessenta e oito reais) Prazo de Captação: 29/04/2013 a 31/12/2013. Resumo do Projeto: O projeto SÉRIE MPB & JAZZ 2013 - PIXINGUINHA, RADAMÉS e TOM: SEM FRONTEIRAS contempla a realização de 1 espetáculo de formação orquestral, a gravação ao vivo e em estúdio de 6 espetáculos anteriores que se transformarão em CD e a edição de 1 livro comemorativo da 10ª edição da Série. Com participações de Milton Nascimento, Ney Matogrosso e Marcos Nimrichter, o projeto reconhece a importância de três dos maiores nomes da MPB responsáveis por obras-primas do nosso cancioneiro."

Vinte e três de abril de 2013. Pag. 8: Ciclo MPB. Gaia Produções Artísticas e Culturais Ltda. CNPJ/CPF: 40.186.140/0001-10. Processo: 01400.024126/20-12 RJ - Rio de Janeiro Valor do Apoio R$: 2.460.770,00 (dois milhões, quatrocentos e sessenta mil, setecentos e setenta reais) Prazo de Captação: 23/04/2013 a 31/12/2013. Resumo do Projeto: O projeto tem como objetivo a realização de cinco temporadas de apresentações com consagrados nomes do cenário da MPB, entre os quais: Marisa Monte, Maria Rita, Gilberto Gil, Maria Betânia e Ney Matogrosso, totalizando uma temporada de 20 apresentações a ser realizado no Teatro Bradesco, na cidade do Rio de Janeiro entre os meses de abril a dezembro de 2013.

Dezesseis de maio de 2013. Pag. 33: "NEY MATOGROSSO - TURNÊ 2012. Muito Prazer Discos e Produções Ltda. CNPJ/CPF: 02.083.562/0001-71. RJ - Rio de Janeiro. Valor Complementar em R$: 274.930,82 (duzentos e setenta e quatro mil, novecentos e trinta reais e oitenta e dois centavos)."

Quinze de julho de 2013. Pag. 42: "FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL REI. EXTRATO DE INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÃO. No- 10/2013 - UASG 154069. No- Processo: 23122001991201392. Objeto: Contratação de apresentação do artista Ney Matogrosso, em Ouro Branco, para o 26o- Inverno Cultural da UFSJ. Total de Itens Licitados: 00001. Fundamento Legal: Art. 25o- , Inciso III da Lei no- 8.666 de 21/06/1993. Justificativa: Inviabilidade de competição. Declaração de Inexigibilidade em 10/07/2013. JOSE TARCISIO ASSUNCAO. Ordenador de Despesa. Ratificação em 10/07/2013. VALERIA HELOISA KEMP. Reitora. Valor Global: R$ 78.000,00. (setenta e oito mil reais). CNPJ CONTRATADA: 30.306.146/0001-20 MATOGROSSO PRODUCOES ARTISTICAS LTDA - ME."

terça-feira, maio 13, 2014

Os "escritores" da Bienal do Livro de Campos dos Goytacazes

Afora o escândalo milionário da licitação para contratar "curadoria" para a Bienal do Livro de Campos dos Goytacazes, coisa perto de um milhão de R$ e feita dois dias antes do início do evento, com o agravante do total desprezo pela intelligentsia da cidade, como se Campos não tivesse acadêmicos sérios e intelectuais respeitados nacionalmente para organizar a função, pois ganhou o contrato uma empresa de São Paulo, agora chega a informação dos nomes das atrações contratadas pela prefeita Rosinha Garotinho, para proferirem as palestras "literárias" do certame: Roberto Dinamite, Fernanda Abreu e Preta Gil. Que tal?
.
Se Rosinha Garotinho não está de deboche com o campista, anda precisando tomar altas doses de Gardenal, porque Rivotril demais promove incontinência das glândulas salivares.